terça-feira, 19 de julho de 2016

SOBRE A PAZ EM MOÇAMBIQUE: ALGUNS DADOS



PRIMEIRO
São doze os membros da comissão mista para a negociação de Paz 3.0 entre a Renamo e Governo.
Do lado do governo temos: Jacinto Veloso, Benvinda Levy, Alves Muteque, Antonio Hama Thai, Alfredo Gamito e Galiza Matos Jr.
Do lado da Renamo, temos: José Manteigas, Eduardo Namburete, André Magibire, Jeremias Pondeca, Maria Joaquina e Leovegildo Buanacasso.
SEGUNDO
A Renamo propôs mediadores da União Europeia, Jacob Zuma e Igreja Católica. Em resposta, a União Europeia indicou Mario Raffaelli e Padre Ângelo Romano. Os dois são italianos e conhecedores do Dossier Paz. A Igreja Católica não se pronunciou ainda muito menos a África do Sul.
Por sua vez, o governo convidou: Global Leadership Foundation de Chester Crocker, antigo subsecretário do departamento do estado norte-americano para. Este confirmou o envio de Quetumile Matsire, antigo presidente de Botswana. E já deve ter chegado visto que a data da sua chegada estava confirmada para ontem, July 13; Jakaya Kiwete, antigo presidente da Tanzânia e Tony Blair, antigo Primeiro-ministro britânico e presidente da African Governance Initiative (AGI).
TERCEIRO
O número total subiu dos iniciais seis para 18! Triplicou. O governo cedeu depois de muitas mortes e prejuízo, a entrada de mediadores internacionais e em terceiro lugar, não so o governo aceitou como ele próprio convidou os seus.
• O que podemos aprender disto? Ou o governo é lento ou é casmurro. Mas não paremos por aqui.
Existem vantagens concretas em ter mediadores de peso como estes. Joseph Hanlon, jornalista e professor universitário adianta três:
a) Por serem homens de peso, não irão compadecer-se com atrasos e manobras dilatórias. Eles poderão puxar pela agenda e acelerar acordos.
b) Segundo, por serem pessoas já familiarizados com o assunto e também por poderem pensar “fora de caixa”, estes poderão sugerir alternativas
c) E o mais importante ainda, dinheiro: estas negociações e prováveis acordos terão implicações financeiras. A presença da União Europeia, que comanda a Troika do G14; a presença de britânicos e americanos na mesa poderá, caso concordem, facilitar a viabilização financeira.
Segundo o mesmo Hanlon - e eu concordo - Dhlakama vai exigir muito dinheiro, provavelmente milhares de milhões de dólares americanos para viabilizar o desarmamento dos seus homens. E acrescento: o próprio processo de desarmamento será oneroso. Mas a presença destes no processo pode ajudar.
PS: Se compararmos as equipas do governo e da Renamo vemos uma desproporção enorme em termos de capacidade: a equipa da Renamo é fraca comparada com a do Governo. A ao ser que tenha por sua trás, uma bateria de assessores para lhes alertar sobre certos detalhes técnicos e políticos.
Acredito que mesmo chegando ao consenso em relação aos três temas: desarmamento, integração das forças da Renamo e a administração do território, as negociações devem continuar. A constituição deve revista; o sistema eleitoral deve ser revisto e a forma como o poder está distribuído deve ser revisto para possibilitar a entrada de outros actores. A Frelimo deve por duas coisas na cabeça:
1. A única condição para nos próximos sobreviver politicamente e no poder anos é descentralizando ainda mais o poder.
2. Enquanto atrasar com o processo de descentralização (eleição ou nomeação pela assembleia provincial de governadores, alargamento a 100% da municipalização) ou continuar a centralizar o poder numa pessoa só (nomeação de ministros, magistrados, governadores etc., etc.) ou mesmo continuar com um sistema eleitoral excludente (condicionar a eleição de deputados num sistema de cabazes) haverá sempre problemas.
Então, é melhor começar a pensar seriamente nestes assuntos e não apenas concentrar-se em satisfazer as preocupações de Dhlakama. Existe os “Dhlakamas/Renamos sociais” por resolver.
LikeShow more reactions
88 Comments
Comments
Juma De Alzira Paulo Tudo uki keremos è a paz,nem k seja pra fazer se o impossivel...OLA PAZ...
Eurico Rogério Roque Que Deus nos ajude.
Nando Chimene Se é pra paz em moz k bom.. Mas ver bem isto nao kuermos voltar mas pra guerra..
Saide Jacinto Ali O governo ja nos fez acustumar de fazer por pressao.
Fernando Veloso A África do Sul estará com receio de ser mediadora e simultaneamente fornecedora de material e equipamentos militares para a guerra em curso?
Rildo Rafael Dilema do prisioneiro!
Abel Vilanculos Confesso que isto não vai dar em NADA! Na minha opinião, vem aí um GUN que não acredito muito que a Frelimo aceite, como não acredito que entregue assim de hoje para amanha as seis Provincias que a Renamo condiciona! Quem quer negociar, não avança logo com condições que a partida sabe que não serão aceites pelo seu adversário.
Raul Novinte Porque é que não serão aceites? Moçambique é propriedade da Frelimo?
Abel Vilanculos O poder não se oferece, conquista-se.
Raul Novinte Sério? É por aí?......bom saber
Abel Vilanculos Conhece outra maneira mano? Negociações ganha quem tem argumentos para convencer ... e essa é outra forma de conquistar.
Raul Novinte Só que se formos a pensar dessa maneira nunca teremos a paz ou muito menos desenvolvimento econômico e social. Pois com poder conquistado, ganho injustamente não chegaremos a lugar nenhum.
Like1July 14 at 4:03pmEdited
Americo Mateus Desculpa por mi intrometer em vossos comentários Raul e Abel ! Voces estão a favor do Moz mesmo k cada um de vocês puxe a corda pra seu lado ! Mx estão sientes de kem tem razão neste processo e de kem n tem razão ! Pra mim, enquanto os dirigentes deste belo Moz serem gananciosos e o espírito de quem sabe não sabe e quem não sabe e que sabe nunca iremos ao lugar nenhum !!! Ja vimos e vivemos situações extremamente vergonhosas no nosso pais ! O resto, meus compatriotas, concluam...
Abel Vilanculos Conclua você amigo, dê la as dicas como acha que esses tais ganaciosos resolvem isto...
Raul Novinte Americo Mateus Aí está! "Ganância" Foram estabelecidas medidas democráticas onde elegemos os nossos dirigentes, todavia outros usam fraudes para se manter no poder até que o poder seja conquistado. Conquistado de que forma? O poder deve ser conquistado através da guerra? Porque não respeitar o eleitorado. pois o que se vê é um abuso de poder por lado da Frelimo que diz que faz e fala... Ufffffff. Em Moçambique o maior problema não é a Renamo ou MDM, mas sim a Frelimo. A Frelimo é alérgico à mudanças e um partido estático e desconectado com a realidade...
Xavier Chirrime Se quem quer negociar não avança com condições, avança com o que para a mesa de negociações, então ?
Americo Mateus Abel Vilanculos . Aprender a ceder e aceitar que falharam ! Cumprir com o plasmado no AGP . kero eu acreditar k o dia k os Moçambicanos tiverem acesso ao dossier AGP, iremos ficar mto surpreendidos com k se anda a falar politicamente! Razao pela qual um diz k temos k cumprir com o k foi plasmado no AGP e o outro diz k aquilo ja esta ultrapassado ! A questao k coloco e: Sera k fica ultrassado algo concordado e assinado por ambas partes ? Porque um ker k o dossier seja ultrapassado sem k a outra parte concorde ? Da mesma forma k xegaram a um consenso no AGP, seria da mesma maneira que voltariam a sentar e discutirem ponto por ponto e xegarem a outro consenso ! Mx eu duvido k tal aconteça por causa do comportamento dos nossos dirigentes (ganancia)...
Maria Lucia Rodrigues Francisco Seja o que for.... o que queremos neste preciso momento é paz......
Gulumba D. Mutemba Que paz?
Do calar das armas?
Enquanto o processo eleitoral continuar fraudulento não haverá paz alguma....See More
Inacio Fernando AInda usa linguagem bélica. Tipico de matsangas
Jemusse Abel Concordo plenamente com Fernando Veloso.
Armando Mabote Queremos não só a paz bélica mas que a nossa riqueza sirva aos interesses dos moçambicanos. A nova guerra fria entre os principais grupos mundiais que não minha óptica uma parte está virtualmente presente nestas equipes, criam perguntas quanto ao desfecho do diálogo. A luta pelo protagonismo político faz dos moçambicanos preferirem vender a nossa riqueza e vida, lamentável!

Se me ouvissem chamaria a consciência dos meus compatriotas moçambicanos que o futuro depende de nós! Se entre nós dividimos a riqueza nós é que saímos a ganhar e o país em geral.
Leonel F. Matlombe Atento a certos mediadores.
Nao queremos que nos levem a guerra: ha um chamado Tony Blair e me parece ser especialista neste aspecto (Iraque, Afeganistao).
Queremos paz, mas, nao aceitemos que a nossa soberania seja ameaçada.
Estamos atentos.
Armando Mabote Também tenho a mesma opinião sobre Blair sabemos como é o Ocidente quando se trata destes assuntos em países ricos em recursos minerais.
Leonel F. Matlombe Realmente.
Cuidado com esses falsos democratas.
Pires Calembo Por isso que a frelimo e o governo escolheu o mesmo para o mesmo fim, não fiquem enganados a frelimo não quero a paz em moçambique, a mesma guerra disse por si. Por isso eles compara a politica e o jogo de futebolle. COMPRICADO.
Leonel F. Matlombe Caro Pires, eu defendo que nao se deve usar a guerra para o alcanse de objectivos politico.
Mocambique é um estado soberano e o Governo deve usar as suas forças para defender o povo quando ameaçado por qualquer grupo (Neste caso a Renamo). Neste contexto, é bom que se procure pacificar o nosso paz e, melhor ainda com a chegada dos mediadores.
No entanto, chamo atencao à alguns mediadores, principalmente os da Uniao Europeia, pois, estes procuram dividir para reunar, para esplorar os recursos naturais.
Aproposito, ja se perguntou onde é que a Renamo apanha o armamento, o fardamento, o combustivel, a comida para os seus homens armados. Sao estes Europeus e Americanos que dão patrocinio para depois decidirem pelo nosso pais. Veja o que aconteceu com a Libia, Egipto, Siria, Iraque, Afeganistao e outros casos que empobreceram os paises referenciados.
Abracos
Pires Calembo LEONEL isso é seu ponto de vista, não sei se analizaste muito bem o seu ponto, porque na verdade temos que ver em qui lada esta o problema, vivemos 18 anos em paz mas os homens da renamo ainda estava lá porque o governo ela antes de resolver as suas percupaçois mas ninguem foi atacado pare e pensa.
Leonel F. Matlombe Caro Pires.
O que eu defendo é que a Renamo nao deve usar as armas para atingir seus objectivos, porque os que morrem tanto do lado da Renamo assim como do lado do Governo, sao nossos irmaos, pais, tios etc.
Por isso, nao é justo que se use as armas e é por essa razao que a Renamo deve deixar as armas e pressionar atraves de duscursos. É assim que funciona a Democracia.
Pires Calembo Por sua vez o governo usa força das armas para atijir os seus intereses e não do povo por isso saquia os bens do pobre povo que convive com a renamo. Absurdo isso.
Leonel F. Matlombe Ilustre Pires, os homens armados da renamo, de acordo com a situacao em que vivemos sao tidos como bandidos armados e o governo esta para defender-se dos ataques e garantir a tranquilidade publica. Neste contexto, è justo que procure a todo custo o esc...See More
Pires Calembo Tas perdido meu irmão.
Leonel F. Matlombe Ilustre Pires.
É apenas uma openiao.
E como mocambicano, tenho o dever de contribuir para que o nosso pais seja dos mocambicanos e nao deixar que alguns mocambicanos seja usados pelos de fora com o objectivo de ganharem e controlar os recursos que nos temos.
Bento Bembele E sua FRELIMO que instrumentaliza a RPM e SISE? Como ficamos. Todos são farinha do mesmo saco...
Simao Benzane Meu caro Egidio Vaz! Esta a dar acessoria gratuita ao Partidao; deveriam lhe pagar por isso. Mas penso que ja se aperceberam dos problemas que lhes esperam; o que o povo quer e Paz. Estamos cansados das guerras que tantos cmpatriotas matou e continua a matar so para satisfazer caprichos de alguns que vao ficando ricos a custa do suor e sangue da maioria. Queremos uma paz duradoura.
Arsénio Matlombe Se isso trouxer paz, justiça social e económica, democracia, e crescimento económico e saída desta crise, é bem vindo. Caso contrário. ...

Waste of time and money.
Nuno Pires Só como anedota pode aparecer aqui o nome de Blair
Fernando Striker Ventos de mudança começam de longe num longo e asqueroso deserto calorento.
Luis Divage Para além da Paz, queremos respeito e gestão transparente do dinheiro público
Paulino Alexandre Mazive Em primeiro lugar queremos a Paz, respeito e bons governantes para que Mocambique possa desenvolver......
Like1July 14 at 2:25pmEdited
El Patriota Como é que vamos descentralizar, bom Egidio Vaz, se nós comemos e sobrevivemos da centralização, da promoção de assimetrias regionais? Como achas que iremos manter o nosso modus vivendi, as nossas células partidárias nas instituições públicas?
Espere sentado, caro Vaz. Não vamos descentralizar nada. Vamos continuar a fazer valer o poder do nosso cartão vermelho, fabricando mais pobres, falindo ainda mais empresas públicas, empobrecendo e embrutecendo cada vez mais as províncias, à favor de Maputo, o nosso ninho. Descentralização é sonho da Renamo, outros partidos da oposição e de alguns intelectuais frustrados. Tira o teu cavalinho da chuva...
Like3July 14 at 2:29pmEdited
Jack Daniel El patriota, você ilucidou de forma suscinta o psiquico da ojm, de académicos analfabetos, que preferem juntar a política e a técnica....estes de nada servem a sociedade.opinião
Pires Calembo Meus apulausos
Mané O Mimoso kakakakakaka Espectaaaaaaculo.
Maulana Domingos Maulana Se for um Governo Federal e/ou Votacao Eletronica, a solucao dos nossos problemas politico-economico-sociais, adoptemos essas medidas sem exitacao alguma.
Ricardino Jorge Ricardo Brilhante equipe de mediadores. Espero que olhe o clamor de nós povo "sem ninguém" depois que entrem nos "partidoes". O povo quer se sentir o dono da pátria chamada amada.
Gidi Fakanimoto Respeito pela pessoa humana...
José Care Penso que, os pontos a serem discutidos, em profundidade, levarão às mexidas na constituição o que pode alargar o período de negociações dado o complexo jogo de interesses que está por detrás.
Sulemane Rachide Espere - mos que haja um acordo duradouro.
Raul Novinte Fico me perguntando os porquês Nacala -a-Velha é ainda um distrito e Nacala Porto cidade? Porque é que Namialo por exemplo continua localidade? Afinal que tipo de administração pública temos em Moçambique? Ao em vez de uniformizarmos a questão de prefeituras (Municípios) Continuamos a criar distritos. Distritos porquê e para quem? "A municipalização a 100%" é imperativo e importante se bem que queremos que Moçambique se descentralize e desenvolva. Não falo isso por ser um perito formado nessa área, mas por ter vivido uma experiencia prática em algumas partes do mundo onde se pratica uma administração pública eficaz e democrática. No passado já dei alguns exemplos de alguns tipos de administração pública sobretudo quando se trata de municipalização. Tenho dado exemplos das cidades de Cary e Raleigh, no Estado de Carolina do Norte nos EUA. que são muito próximas com uma distância de separação quase de nada mas elas elegem os seus prefeitos e governam suas vidas. As cidades de Nova Trento e Brusque no estado de Santa Catarina no Brasil são muito próximas e com níveis econômicos diferentes mas são cidades com uma autonomia de municipalidade, cada uma elege seus prefeitos e ambas se apostam na competição no desenvolvimento das suas cidades e seus cidadãos. E nós em Moçambique estamos criando distritos em pleno século XXI. What´s going on ?
Like7July 14 at 3:33pmEdited
Inocencio Banze Irmão, Nacala -a -Velha é distrito. Não faz parte de Nacala -Porto. Quanto a Namialo, é um dos 4 postos administrativos de Meconta!!!!! Quanto ao resto do argumento, nada a contestar. Abraços
Raul Novinte Inocencio Banze Sei muito bem que Nacala -a-Velha se denomina "distrito" e que não faz parte de Nacala porto. Eu nasci de outro lado e cresci e trabalhei no outro. Conheço bem socialmente, politicamente e culturalmente aquelas bandas. Entretanto eu es...See More
Inocencio Banze Mensagem chegou irmão. De facto a questão da Municipalização+descentralização é um dos temas mais discutidos em Moçambique. O argumento que apresentas tem seus méritos!!!! Esse exercício tá sendo feito....lentamente. ..mas caminha se pra lá. ....
Cheers
José Mambo Temos a possibilidade de ter a questão PAZ, e reconciliação nacional resolvido e outros problemas que surgiram com esta descrença por parte dos moçambicamos perante este governo/frelimo, vamos aguardar com FÉ e crença...
Antonio Romao Cossa A funçao de um mediador é de ajudar as partes em conflito a alcançar a harmonia ou paz sem precisar de defender a passoa k o convidou. E se a ideia dos mediadores convidados for de defender a posiçao de kem os convideu entao a paz pode n estar pra breve. Mas se é para estar ao lado do problema entao podemos sorrir. Carro Dr. Egidio vaz. Axo k n podemos tentar dizer k existem um lado fraco pork poderems estar a atissar o fogo. E como o governo pensa de estomago e n de cabeça pode tentar amontrar a sua superioridade e prepotencia na mesa do dialogo. Vamos rezar pra o governo perceber k este pais é de todos
Dulcidio Matusse ...ora ora...com esses mediadores de "peso" tenho certeza que teremos uma paz efectiva...contudo, dois aspectos saltam me a vista: 1 - Imagine que na mesa das negociações o governo, "ganhe" a Renamo em todos os aspectos e os mediadores propostos pela Renamo "assumam" a derrota. Que futuro podera se esperar da ala militar desse partido.
Pires Calembo Aqui não tem jogos e muito menus votos, as questãos estao là é só entender e faser la.
Adriano Victorino É necessario que haja descentralizacao o mas breve possivel e deve ser revista a constituicao, os poderes do presidente da republica devem ser mutilados para que tenhamos um pais verdadeiramente de paz nao uma paz de fachada.
Carlos Augusto Carlos Carlos O povo moçambicano quer a Paz efetiva.
Jonas Joaquim Penso que para haver paz em Moçambique nao depende dos mediadores mas sim de nos próprios moçambicanos. Para mim nao havia necessidade de chamarmos mediadores. No fim depois de possíveis entendimentos entre as partes beligerantes, iremos nos perguntar se mais de 20 anos depois dos acordos o que queríamos era destruir o pouco que reconstruimos por causa de reintegração de alguns homens e tomada das 6 províncias, nao espero que este ultimo pretexto venha ser realidade porque seria uma burla já mais vista neste planeta. O que se pode fazer em nome da descentralização nao ee entregar as 6 províncias por causa das eleicoes já passadas de 2014 mas sim prevermos o futuro para termos governos provinciais eleitos.
Pires Calembo É mentira oque deve saber é que sempre há frude eleictoral nunca isso vai mudar nada, porque nas prosimas eleiçois dos governador vão usar a mesma sistema de fraude e continuaremos na mesma situação, pare e pensa.
Jonas Joaquim Estas a tentar dizer que nao pode haver mais eleicoes?
Pires Calembo Em quanto a renamo não ter seus governador nunca ganhará eleiçois nenhuma, pode escrever.
Antonio Romao Cossa Carro ilustre Dulcidio Matusse. N podemos pensar no derrotado agora pork todos n tem razao. O k podemos esperar é k os mediadores n venham comer o nosso atum de borla, n devem aceitar serem ludubiados pela frelimo pra depois ficarmos a nos morder de novo. Erro k sta a se cometer é o governo deixar transparecer k existem mediadores da renamo e do governo. Se eles pensar assim entao teremos guerra inacabavel em moz.
Augusto BáfuaBáfua Je suis "Não se negoceia três vezes com mesmo bandido"...
Raul Novinte Mas existe alguém que não se entende dentre dos beligerantes. Nunca respeitam o que acordam. São injustos demais e caras sem vergonha. Se apostam em fraudes e tudo na base de mentiras.. Nem preciso falar aqui de quem estou falando , pois todos sabemos e conhecemos a verdade.....
Like1July 14 at 4:00pmEdited
Amilton Feliciano Castro O lugar de bandido é na cadeia ou no cemitério....só assim podemos garantir a paz efetiva em Moçambique.
Pires Calembo Quem é bandido nesse caso?
Pires Calembo Ok concordo
Nelson Junior Mais uma vez vos rogo de nao se iludirem e nao de criar tantas esperancas....talvez estes senhores serao capaz de restaurar uma outra paz, mas vai ser uma paz identica a de Roma...A Renamo e a Frelimo complicaram um assunto simples de resolver...senhores, estes renamistas e frelimistas se odeiam...nao serao as fundacoes de Crocker,de Blair, a Uniao Europeia, etc etc etc que vao transformar o odio em amor ou em boa amizade....A Frelimo odeia a Renamo ( e tem razoes validas pra tal) e assim tambem a Renamo tem o mesmo sentimento em relacao a Frelimo...porem a verdade eh so uma: o povo mocambicano, seja ele do norte que do sul esta saturado da frelimo e da renamo....estes mediadores serao capaz de encontrar uma solucao, mas vai ser uma solucao pra o curto prazo....voces vao ver!...A Renamo e a Frelimo sao partidos formados de teimosos e gananciosos....Quanto ao Joseph Hanlon, direi o seguinte: talvez, se ele nao estivesse em Mocambique nao teriamos esta frelimo que temos hoje....
Pires Calembo Ao meu ver não há paz e nunca vamos conseguir alcansar la com esses jogos, e as nossas vidas tambem estao em jogo.
Nelson Junior Sao estas brincadeiras que fartam os mocambicanos- e esta maneira de pensar da frelimo que "enjoa"....so pra vos informar, a organizacao de Blair fracassou no caso de Palestina com Israel...e esse Crocker durante a guerra de 16 anos fazia um jogo duplo: apoiando o regime de Apharteid e ao mesmo tempo dialogando com o Samora...sinceramente somos negros de merda...so confiamos no branco....que pena
Nelson Junior Ps!...muitos dizem e pensam de que foi o Tony Blair a resolver o caso da Irlanda do Norte....nao eh bem assim:....o governo de John Major e de Bill Clinton jogaram um papel importante....Tony Blair eh um Show Man...e nada mais!
Oskar Ndzucula Sou optimista...e acredito na ideonidade dos observadores ora indicados tanto pelo governo assim como pela RENAMO(tendo apenas duvidas no Jacob Zuma)...sinto a eminente fim deste longo periodo de negociações, apenas reforcar que ambos beligerantes devem ceder para haver concordia, convista a ao alcance da paz efectiva...
Dércio Tsandzana A PAZ de que tanto se fala e pouco se consegue ter não vai depender desse mediadores, mesmo que viesse aqui Obama, estes vão sim facilitar, mas, se nós "moçambicanos" não estivemos compromissados e conscientes de que queremos a PAZ, ela não vai durar. Tal como foi em 1992.
Like1July 14 at 5:15pmEdited
Armando Nzucule Jr. Podemos assinar 1001 acordos de #paz, mas, enquanto não se destribuir a riqueza do País como deve ser, continuaremos com uma guerra que tem intervalos para recuperarmos o fôlego e uns anos depois voltarmos a lutar.
A lógica é simples: quem tem algo a perder, pensa 1000 vezes antes de pegar numa arma e destruir tudo que vê pela frente. Esse é um acto de desespero: ''se eu não tenho também, prefiro te destruir.''
Em suma, a oposição sente-se marginalizada.
Nelson Junior Exmo Senhor Armando: mexeu na ferida: eh exactamente isto: enquanto nao houver uma boa distribuicao da riqueza...todo este "baile" vai continuar com o mesmo ritmo e com a mesma musica...os espertalhoes dos lideres da frelimo do sul vao constantemente nomeando ministros, governadores e dirigentes do centro e do norte...e assim tambem uma minoria do centro e do norte vai se enriquecendo enquanto o resto da populacao vai vendo moscas a voar....
Bernardino Victoria Augusto fazendo-se notar que a questao/definicao de "distribuicao de riqueza", na acercao economica ee muito mais profunda do que parece...
Armando Nzucule Jr. A grande questão é: e nós que hoje estamos do lado de cá, se um dia estivermos no lugar de tomada de decisão, como agiremos??? Esse é um #TPC para cada Jovem deste País.
Eu já estou a reflectir/meditar sobre o assunto, deve ser um exercício diário, constante e vitalício!
Quando chegar a nossa vez devemos estar preparados, os erros do regime actual, devem servir-nos de lição.
Quando formos chamados, devemos fazer diferente, não por sermos melhores, mas, por querermos o melhor para todos, sem excepçöes.
Jack Daniel O comportamento do jovem de hoje provém da maneira como fomos educados, a educação ñ ajuda, em plena sala de aulas o professor nega com que alunos partilhem a maquina daquele k tem, agora este mesmo aluno ao crescer ñ kererà tdo pra ele? ñ kerendo partilhar nada? nós estamos preocupados em nos estabelecer mas d jeitto nenhum preocupa mo nos com o vizinho, é visivel jogar se comida de ontem enkuanto o vizinho morre a fome, a educação é fundamental" novas políticas"..começando a RXPder
Armando Nzucule Jr. Sr. #Jack #Daniel, subcrevo o seu comentário.
E digo mais, parece que quanto menos pobres materialmente nos tornamos, mais pobres espiritualmente ficamos, o egoísmo está a dominar a sociedade Moçambicana, infelizmente.
Vivemos num sistema capitalista, o problema é que o tal capitalísmo é#selvagem.
Armando Nzucule Jr. Eu prefiro não criar #expectativas, vamos ver no que dá.
Ultimamente tenho me preocupado em criar #Patos, porque alguém disse que assim se enriquece!
Zarito Mutana O DLAKHAMA PODE PEDIP RIOS DE DOLARES O QUE NÓS O POVO QUEREMOS E UMA PAZ EFECTIVA, desmilitar a Renamo, estamos cansados de depender de DLAKHAMA.
Xavier Chirrime Egidio Vaz, que elementos fazem da equipa da Renamo fraca em relação a equipa da Frelimo?
Egidio Vaz André Magibire, Jeremias Pondeca, Maria Joaquina e Leovegildo Buanacasso
Xavier Chirrime Sim, Egidio Vaz, mas porque eles são elementos de fraqueza para a equipa da Renamo? Se efectivamente esses quatro elementos forem os "elos" mais fracos (ou individualmente e ate talvez como subgrupo de 4), não acha que os outros 2 possam exercer peso suficiente `a medida dos supostamente fortes da Frelimo? Esta segunda pergunta deve-se ao facto de eu não conseguir imaginar e talvez ate assumir, nem mesmo hipoteticamente, que a Renamo tenha escolhido elementos fracos para a representarem. Para os assuntos que vão a mesa das discussões essas são seguramente para a Renamo, as figuras mais indicadas e para que ela possa alcançar seus objectivos.
Osvaldo Chitsembe Estava com saudades de Ler boas coisas!!! Que venha a Paz, precisamos de nos concentrar em assuntos de Dividas.
Jaime Manuel Sunda Granda reflexao ilustre👏👏👏
Rildo Rafael Acertivo brother!
Tomo Castro Wa pi lemba mais
Inocencio Banze Penso que desta vez o acordo que sair daí tem mais condições de ser mais consistente que o Agp de 92 e o agch de 2014!!!!
Agora mais do que nunca temos negociadores que já se conhecem, tem muitas lições aprendidas de processos passados, e a mediação é de alto nível! !!!! Se os Moçambicanos não fumarem cachimbo da paz mais duradoira depois deste exercício, nos tornaremos numa Uganda ou RDC!!!!
Fred Cossa Parabéns tomara que de sorte
Zacarias Matope Matope Existem Dhlakamas e renamos por resolver.

Se recordarem e também se deixarem de gorosissa.
Nando Mais So agora que o Governo vai aceitar a comunidade Europeia ? Depois de tantas vidas humanas sem nessecidade , nem emagino q raio d governo e
Furcane Aboo Estamo f****didos. Com Blair e Crocker dois vigaros..vao nos vender. Hipotecados ja estamos esses vao nos vender. Nao sou da frelimo nem renamo. Tenho pena de nos. Esses defendem intereßes do imperio.
Like2July 14 at 7:45pmEdited
Zeca Becane Felisberto Sibia A guerra existente nada tem haver com partilha de poder, mas sim com os recursos minerais emergentes e todos concentrados na zona centro e norte, lugares esses menos beneficiados em termos de distribuicao da renda para acelerar o desenvolvimento.

Todos os acordos feitos pelos homens em paises Africanos resumem apenas o calar das armas por um momento, e por desconfianca ou incumprimento das normas estabelecidas tudo acaba em pancadarias. A violencia do Africano esta no seu sangue.
Alberto Mapengo " Ninguém gosta de conflito, mas os desentendimentos não precisam ser sempre violentos. Nem mesmo desagradáveis. Eles podem ser uma
oportunidade de fazer mudanças".

Terra("recursos amaldiçoados")=riqueza , logo, o poder também está em jogo.
Emilio Maueie Acho que a desproporção das equipas da renamo e do governo, em termos de capacidade (negocial), acho que é um não problema. Acho que estas equipas têm capacidade necessária para produzir consensos, alias, mesmo sem os mediadores, se houvesse vontade entre nós, já podia ter havido consenso de que precisamos. Mas fomos bastantes inflexíveis.
Edgar Dos Santos Esses vem levar os ultimos cartuchos dos dolares! Tamos tramados..
Vitorino David Vi muita semelhança com o texto do Dr Julião João Cumbanetirando a citação do jornalista e a comparação das equipas....
Amonge Rafael Macuacua o que preocupa tambem é o fato de a Frelimo continuar a fazer terror com a tal negociação estando perto
Amonge Rafael Macuacua o que preocupa tambem é o fato de a Frelimo continuar a fazer terror com a tal negociação estando perto. Isso pode vir a jogar negativamente a favor dela, isto de raptar membros senior do partido, a Renamo pode vir a exigir explicações
Like1July 14 at 8:15pmEdited
Álvaro Xerinda Cessação imediata
Domingos Dimande A Paz só é possível quando os detentores do poder assim o quiserem!
Francisco Varly Bone É assim, o pensamento de um Militar e de um civil é diferente. Militar tem poder de comandar enquanto o civil so pensa em dialogo. Os k criam a Guerra Sao os mesmo k devem trazer a Paz no seio das familias Moçambicanas. Bastam decidirem e 2 dias teremos a PAZ
Aurelio Macamo Serä que R.S.A mesmo depois de enviar mercenarios a favor da freli...irä aceitar mediar a negociaçao? Duvido.
Elias Lisboa Bastante interessante a questao da descentralizacao. O problema do pais nao esta na Renamo
Françisco Mhula Aurelio Makamu tens provas deque há mercionários Sul Africanos nesse conflito politico em Moçambique?
Mateus Joaquim Mutembué Quando as mentes não funcionam, ficam tipo aquele produto quimico que precisa de um catalizador para reagir.

.
Ernesto Fernando Matsinhe Matsinhe Yu .....nao entendo tanta demora porque estamos a morrer nós que os votamos . Ate á proximas eleiçoes caso salvar esta guerra.
Elias Cossa "nós vamos resolver entre nós os nossos problemas não precisamos de estrangeiros" depois de muitas baixas e desta??? mas quando chegar o tempo das eleições o povo como não demora esquecer volta a pôr a mão ao mesmo lume kkkk
Alberto Mapengo Moz mais uma vez num "conflito Global"
Adolfo Lourenco Tembe Não gosto de comentar assuntos políticos mas palavras do Teodato Hunguana continua a soar nos meus ouvidos quando perguntava no início do conflito k porque ir.a guerra para depois negociar. Porque não criámos entendimento agora no lugar de conflito que vai terminar em negociações demorados e onerosos.
Bento Bembele Porque o Moçambique é um país africano e como tal, tem gente no poder com mentalidade africana: guerra, poder, corrupção, esbanjamento, nepotismo e tudo de nojento faz bem sua alma...
Xavier Chirrime Me lembro dessa entrevista de Teodato Hunguana. Ele disse ainda que era bom que as pessoas que neste momento estao em lugares de tomada de decisão tivessem em conta que devem fazer o melhor no seu tempo porque "nos fizemos" pensando no bem de todos noz.
Xavier Chirrime Bento Bembele precisa conhecer o mundo dos homens para saber que isso nao eh tipo de africanos.
Fauzio Mussagy Fernandes Complicado... Mesmo com esse grupo de pessoas de nomes enquanto haver a mão de ambiciosos que ganham com guerras isso não terá fim
Fauzio Mussagy Fernandes Depois de tantas mortes, gastos, prejuízo em bens e todo mal já estão no ponto mediadores... Pork abrir guerra p depois negociar... Acham k podiam matar AFONSINHO
Fauzio Mussagy Fernandes FALHAS POR TRÁS DE FALHAS... EMOCIONADOS EM PODER
Nando Mais Esses penssam Pelo.......
Armenio Naene Este docier precisará de obediencia aos negociadores e uma entrega a causa da paz. Mas alerto k existe uma grande vantagem, sera em Moçambique e que nós como povinho patrao, faremos uma grande pressao. Nao valerá sinismo politico. Terá que ser olhos nos olhos
Silvino Alberto Nhantumbo Concordo os camaradas puxavam se pela corda podre pensando k assim k aumentaram as armas iam matar afonsinho kkkkkkkkkkkkkk pentium 2
Momade Braimo Ishiiiii. ... história modelo conferência de Berlim " moçambicano"
Eddy Waku Lombëla Mais palavras paraquê?se está tdo dito nesta belíssima análise d dr. #Egidio #Vaz so espero que a Renamo esteja bem atenta pois deve evitar os erros do passado, aqui desta vez deve exigir a revisão profunda da Constituição da República d modo a permitir-se uma democracia genuina n país, onde vigorem as imdependências das instituições d justíça, e garanta-se uma descentralização total e imediata do poder, e que poder d um PR esteja resumido aos minístros so, os Reitores das universidads, os Governadores, os pocuradores, o pr do TS, d TA, T.Constitucional, PCA's etc, estejam livres das nomeações aí sim poderemos ter um país minimamente justo e cm tramsparência governativa, e cm índices d corrupção lá ns 0,03% se concentrarem-se apenas nas últimas eleições e os outros a se esconder n ponto sobre o desarmamento, aí podem crer que a ditadura, impunidade, corrupção e partidarização da função pública vão comtinuar na praça. Bom dia e óptima sexta.
Chabane Eliargo Somonato Somonato É melhor fazer uma revisão no geral e fundamentalmente os poderes do PR, assim provavelmente alguma coisa pode altetarar. bom dia a todos
Reginaldo Nhachengo Parabéns Egidio Vaz pelo texto, se o nosso Governo for serio, definitivamente vai tomar em conta a questão de descentralização e desconcentração efectivas. Tenho que lamentar alguns comentários que falam de bandidos, este tipo de vocábulos nao ajudam quando se esta a pensar em negociacoes.
Elsa Antonio Isso é resultado de algum teimoso pois nós estávamos em paz lhe custa mostrar trabalho para votarmos nele só pk o facto o outro e puto e não aceita mesmo com as leis a favor. ....
Anselmo Caetano Mulungo A sua cabeça que é teimosa Elsa.
Jose Manuel A paz so e pocivel quando os terroristas seniores da frelimo forem presos ou executados
Sueky Divan Descentralização chave deste conflito.medo de perder eleições. Continuar a cometer crimes nunca serem julgados. Frelixo
Ilidio Malunguisse Tomara que desta vez seja para sempre!
Bizmungo Arape Arape Tuto Um diálogo sério significa Frelimo fora do poder a qualquer momento eles sabem disso por isso, a falsidade, mentiras, assassinar os que pensam diferentes deles são opções seguras.
Like1July 15 at 9:12pmEdited

Windows Live Messenger + Facebook