sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Arrogância: Doença Infantil do Estudante de Direito?



Assinantes: Bitone Viage & Ivan Maússe
Há pouco mais de uma década, Paulo Jonas de Lima Piva, um conceituado professor brasileiro doutorado em Filosofia, escreveu um artigo de opinião intitulado _*«Pedantismo, doença infantil do estudante de Filosofia», que descreve muito bem a atitude dos caloiros dos cursos de Filosofia e até de alguns docentes!*_
Nisto, inspirados no texto do professor Paulo Jonas de Lima Piva, decidimos produzir o presente texto, o qual, por razões de oportunidade e conveniência, decidimos intitular _*«Arrogância como doença infantil do Estudante de Direito»*_ para, em breves linhas, descrever algumas atitudes típicas do estudante de Direito.
Claro, antes de mais, é preciso referir que nem todos os estudantes dos cursos de Direito portam-se como tal. Entretanto, pelo menos a nível do nosso solo pátrio, a realidade revelam-nos que muitos dos estudantes ingressos aos cursos de Direito nas nossas universidades, são tendencionalmente arrogantes.
Como o estudante de Direito encara o Direito:
Tal como sucede com o estudante de Filosofia, parafraseando o professor Paulo Jonas de Lima Piva, os estudantes ingressos aos cursos de Direito entendem o Direito como algo semelhante à religião. Estes olham para a ciência jurídica como uma fonte de verdades absolutas e de modelos correctos do dever ser.
Consta que, na sua concepção, as nossas universidades e institutos superiores, não podiam oferecer melhores cursos senão os cursos de Direito. Para eles, o Direito é curso superior mais privilegiado e importante que os demais: enquanto o Direito é o curso, os demais cursos são, na verdade, recursos.
O curso de Direito enche os seus formandos de orgulho, tornando-os arrogantes quando se envolvem em discussões com os outros colegas da Universidade que não sejam cursantes daquele. O estudante de Direito descredibiliza as teorias históricas, filosóficas e etc., invocando prevalência da lei sobre aquelas.
A arrogância do Estudante de Direito:
Em todas as frentes de debate, o estudante de Direito quer explicar tudo com base naquilo que está expressamente previsto na lei. As opiniões, pareceres e abordagens dos seus interlocutores serão sempre inválidas, na medida em que não subjazem da lei. O Direito torna o estudante _*«quadrado e arrogante»!*_
Os mesmos estudantes, após visitarem alguns dispositivos jurídicos, ainda nos primeiros meses de aulas, já se sentem capazes de trabalharem como profissionais do Direito, e mais, acham-se preparados o suficiente para tentar destruir a reputação de alguns dos seus docentes, muitas vezes, com larga estrada.
E porque muitos dos estudantes de Direito acorrem às universidades para fazerem o curso por encomenda dos seus pais e encarregados de educação que, por seu turno, são ou não conceituados juristas da nossa praça, acreditam que os manuais que leem são os melhores mesmo que os da biblioteca.
Quando se aproximam das vésperas de apresentação dos projectos de trabalhos de licenciatura, os estudantes arrogantes costumam bajular alguns céleres docentes das Faculdades para que sejam seus docentes, criando uma espécie de hierarquização: _*"meu supervisor é o melhor da nossa Faculdade!»*_
Nos debates pelas redes sociais, desmerecem e desqualificam todas as opiniões dos seus interlocutores em nome dos princípios que norteiam o Direito. Confundem a ciência jurídica com o primado da lei. Ridicularizam as abordagens de juristas formados em instituições entendidas como de pouco crédito.
Gozam com os estudantes cursantes das outras áreas de formação, chegando a afirmar que as mesmas para além de apresentarem pouca relevância social são, igualmente, órfãs de mercado de emprego no país. Os visados revelam orgulho e arrogância quando leem, falam, escrevem e mesmo quando andam.
Considerações finais:
Muito podíamos ainda dizer, mas por razões de economia do tempo para a leitura, não vamos alongar. Nisto, acreditamos que face a arrogância, misturada com o orgulho, que muito caracteriza os estudantes de Direito, algo devia ser feito para limar esse mal que abunda entre as nossas universidades e institutos.
É preciso respeitar as escolhas alheias, entendo que todos os cursos são importantes, mas claro, cada um à sua maneira, e que todas as formas de saber, juntas, constituem um único património sócio-cultural da humanidade, não existindo, por via disso, qualquer forma de hierarquização dos saberes científicos.
Contudo, nalguns casos, é preciso admitir que os principais impulsionadores destas atitudes por parte dos estudantes têm sido os seus próprios docentes que, muitas vezes, durantes as aulas, se dirigem com certa arrogância àqueles, chegando mesmo a humilha-los face à sua ignorância jurídica. Claro, um mau exemplo.
A academia claramente que se faz com humildade.
Bem-haja Moçambique, nossa pátria de heróis!
GostoMostrar mais reações
Comentar
53 comentários
Comentários
Carlos Felisberto Sozinho Doutor bitone é primeramente o estudante tem que saber o que Direito, proventura ser jurista é uma escolha.
Ariel Sonto Parece-me direccionado a alguém este artigo.... vou ficar por aqui olhando.
GostoResponder329/9 às 9:50
Bitone Viage Heheheheheheeh isso mesmo meu irmão, esse tipo abusa PA. Kkkk
GostoResponder129/9 às 9:51
Ariel Sonto Mas era necessário um artigo mesmo? Não bastava só ajustarem as contas lá na Biblioteca Cistac? Enfim... não vou me alongar, senão acabo cometendo indisciplina e pedir a mediação, quando for removido, do Homer Wolf
GostoResponder129/9 às 9:55
Chigamanhane Mazanga Também tive a mesma sensação! Há muita carga emotiva por parte de quem escreveu!
GostoResponder229/9 às 9:56
Bitone Viage Vocês não comecem, deixe-nos fazer vukuvuku, quis nos abusar este irmão.
Chigamanhane Mazanga 😂... está bem mano... 👐🏾
Ariel Sonto Então, fazias um post direccionado.. e não andar às generalizações só porque supostamente um estudante de Direito, por sinal colega do teu brother, filho de um conceituado jurista da praça, te confrontou...
Nico Voabil Acabo de ver isso. Também fasso Dto Constitucional mas deixe-me obuscurar a genise...
Homer Wolf eh eh eh... tanta pompa!... Enquadramento teório, referencias bibliográficas, "abstract" e coisa e tal, só para mandar um recadinho a um bradolas?!...
Já agora (se me permitirem os sodotoris) náo seria mais interessante falar da postura dos juristas e advogados (profissionais), de uma forma geral?
...Ver mais
GostoResponder929/9 às 10:06Editado
Lunne Pais Tas a ver Homer Wolf? Depois os estudantes de Direito é que são assados ou cozidos.
Homer Wolf Tem "doença infantil"... Melhor chamarmos um pediatra... eh eh eh
Ariel Sonto E veja que todos os dias dizem que a juventude deve se reposicionar. tsc
Homer Wolf Reposicionar style what?
Ariel Sonto Forma de ser, estar, agir, segundo eles..etc....
Lúcio Langaa Há "profissionais de direito que se enquadram muito bem neste artigo. é verdade Homer
Homer Wolf Pois, mas aqui dá a sensação que o alvo aqui é um "coleguinha" de carteira da faculdade...
Lúcio Langaa Aqui agiram pequeno
Bitone Viage Hahahahah essa fauna me ganha.
Homer Wolf Style estamos no Pirlim-Pimpim, né Lúcio Langaa?.... e
heheh
Ariel Sonto Se alguém me provocar lá na facul, venho queixar a ti, malume, para lhe escrevermos um tratado...
Homer Wolf Yah, vamos formar nossa dupla sertaneja Ariel. 
Style Leão & Leopardo - já que haviia Leandro & Leonardo... Vamos competir com essa dupla Bitone & Mausse (aka. Marx & Engels)... eh eh eh
GostoResponder129/9 às 18:37Editado
Ariel Sonto eh eh eh eh
Lúcio Langaa dupla sertaneja kkkkkk
Bitone Viage Kakakakakakkaak, escrevam para o prof, que havia bloqueado o Ariel pela indisciplina em tempos de crise. kakakak
Ivan Maússe Hehehe, aqui pah, esse Homer Wolf e Ariel Sonto, se enquadram nesse texto. Kkkkk
Homer Wolf Nenhum de nós é, ou foi, estudante de Direito, ntsém...
GostoResponder129/9 às 18:34Editado
Bitone Viage Heheheeheheh da próxima meu irmão Ivan Maússevamos escrever um tratado para eles intitulado "Os Bastardos da Mão Externa" kkkkkkkkkk
Homer Wolf Eu e Ariel Sonto responderemos com outro, intitulado "Os Estagiários do G40"... eh eh eh
Bitone Viage Kakakakakaakak nos estagiários???? Sai ariiiiii, nos somos apenas defensores do "Sentido de Estado"
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Clarice Langa Yohhhhhhh eu ñ sou assim.
Afonso Chavo Vénias! Meus caros, concordo plenamente convosco, porém eu tenho a crença de que todo e qualquer curso pode encaixar-se no presente artigo. 

Se fores falar com, por exemplo, estudantes de música, poderão convencer-te de que todo o discurso depende da 
sua musicalidade para ter validade. Tudo singe-se nas sete notas. 
Pergunta um "eu", o mais provável que eu diga que a validade do discurso vem do acto do bem responder às seis perguntas que me norteiam durante a minha actividade. 
Fale com, Celioterio, ele dirá que a gestão deve existir em tudo, senão nada faz sentido. Provavelmente o de ciências de Saúde dissessem que nada disso faz sentido se não houver o bem-estar. 

Isto é para concordar e tentr demonstrar que todo o saber tem uma enorme importância para quem o conhece. 

Keep thinking and developping this lovely coutry.
GostoResponder529/9 às 9:56
Cofe Emanuel Vilanculos a norma juridica (objecto de estudo da ciencia do direito) é de cumprimento obrigatorio e coercivo, o seu não cumprimento implica uma sansão, a analise juridica vai prevalecer sobre as demais
GostoResponder129/9 às 9:58
Andre Jorge Chifeche A quem se direciona o post?
De Waan Candido Bem haja Bitone & Ivan tenho 2 amigos 1 cursante outro ja praticante. a ni wu di nkaka. ta mal isto. ate porque o praticante nem tanto vuku vuko assim. gostei qndo falaram da arrogância do próprio docente como uma das fortes razões para k tal aconteça. no lugar de formar o homem para SABER,SABER FAZER E SABER SER E ESTAR desviam - o por interesses de elitizacao de áreas de conhecimento e luta pela superioridade. ja dizia Paulo Freire " ... niguem sabe mais que o outro, São saberes diferentes ..."
Myro Fernando O grande problema surge quando os profissionais das carreiras jurídicas continuam com a mesma arrogância da época de estudante, só para lembrar, o sr Ivan Maússe comentou num post teu, que a melhor instituicao de ensino do curso de Direito é a FDUEM e apelidou as outras universidades e institutos que tambem leccionam esse curso de escolinhas.
lamentavel pensamento, do mesmo modo que os tribunais não são as paredes e/ou lugares fisicos, as universidades não são as paredes, o processo cognitivo depende sobretudo da entrega, vontade e esforço do estudante em aprender e da preparação e disposição de ensinar do docente.
Fabião Nhancundele Ora meu caro Bitone Viage, me apoiando do parecer do meu amigo Cofe, o Direito como sendo conjunto de normas Juridicas que norteiam uma determinada sociedade com vista a garantir a Paz, a segurança e o bem-Estar da colectividade, a mesma tende prevalecer sobre os restantes cursos. Agora quanto. Ao que os senhores disseram a respeito da arrogancia dos Cursantes de direito, ao menos eu não vejo nada de arrogante, e no Direito por vezes quem faz a aula são os Estudantes apoiando-se para todos efeitos dos manuais recomendados pelos Docentes e ate para alem dos Manuais não recomendado, o Estudante de Direito tem a obrigação e o dever de de ir em busca e esgotar a fonte do do conhecimento da Ciencia juridica. Um Estudante De direito deve ser exemplar e não pode falar coisas sem nexo, e em caso de em algumas argumentaçoes carecerem de uma apreciaçao Juridica, o estudante do Direito tem sim o dever de Invocar bases legais.. ora não sei se ja reparou caro Bitone Viage mas em uma descusao social o Estudante De Direito sempre tem um disfecho apoiando-se para todos efeitos de bases legais. Não vejo arrogancia nenhuma porque o Estudante de direito esta adstrito ao conhecimento logo que ingressar para esta arena...
Fabião Nhancundele Meu Conselho: Deliberem antes de Agir para que não cometam Acçoes Tolas.
Melody Obc Hahahahahaha desde o início da leitura até ao fim não parei de rir. Ri-me porque revi algumas pessoas nesses comportamentos, nós que cursamos cursos sem mercado (ora essa, rsrsrsrsr) por vezes gozamos com esse tipo de estudantes, e nos divertirmos abessa quando ouvimos os putos dizer, segundo o artigo X. rsrsrsrsrsrsrs !
Ya é interessante o artigo. 
E já que tocaram nesse assunto, talvez terminar perguntando aos meus amigos juristas, porquê alguns andam com o código civil na mão? Não cabe na pasta ou o quê?
Sebastiao Massingue Ah, voce e' engracado ilustre. Ja te perguntaste porque a policia anda com AKM na mao? entao, tem haver com a natureza do trabalho.
Melody ObcKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Melody Obc Assim os médicos deviam andar com seringas, tesouras, bloco de receitas, etc. ..Os pedreiros com blocos, cimento, etc?
Sebastiao Massingue Nao sei, diga-me tu. achas que a natureza da profissao obriga? nao me parece.
Melody Obc Eu não coloco em causa o porte desse instrumento. É legítimo! O que questiono é porquê pegam na mão? Revisite o coment e vai perceber que perguntei se na pasta não cabe!
Sebastiao Massingue Ilustre o codigo pesa em media 2 quilos , ........... significando que alem de estragar a pasta estraga-se o proprio codigo.
Sebastiao Massingue Nao vejo pecado, crime muito menos arrogancia nisso . Oque me intriga e' o fato de serem academicos a pensarem assim e os nao academicos o que se pode esperar..
Melody Obc Kkkkkk jovem, não disse que era crime ou mesmo arrogância. Só perguntei os motivos de tal acto. Não está capacitado a responder a uma simples pergunta?
Sebastiao Massingue Ilustre peco que ja te dei uma resporta cabal e baseada na experiencia. Agora, se preferes encontrar explicacoes para isto em teorias sociologicas,forca. Na vida ilustre, existem coisas que devem ser vividas para serem percebidas. ..................................
Sebastiao Massingue De todo modo a sua questao foi pertinente e em sede propria .
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Wilson Profirio Nicaquela He. He. He. He. Se eu tivesse estudado a inter-disciplinaridade, iria buscar aquele ditado: "não faça do seu curso um fim, e sim um meio para a formação da personalidade". Um paradigma falido, continuar achando que o meu curso é de luxo. Me lembro do Cadetratico 1fst.da UP, António Prista e Silva, em aula inaugural nos anos 2008, dissera: "fui formado em educação física, mas investi e aparento empresário nisso".
GostoResponder229/9 às 10:53Editado
CL Mamboza Enoque veja o que meu amigo Bitone e Ivan constatam sobre vocês.
Enoque De Jesus Catique O post é pertinente .. acho que o mesmo foi feito com base em uma profunda análise e longa constatação! Embora não concorde com alguns pontos, infelizmente identifiquei me em algum e outro, então, o facto é verídico e real o ser estudante de Direito f...Ver mais
Bitone Viage Heheheeh agradecemos pela pontual resoosata ilustre Enoque
Enoque De Jesus Catique Pois 👋é desse tipo de artigo que a gente precisa.. 😀😀
Ivan Maússe Heheheh, eish.
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Jaime Carlos É uma mera presunçao por vossa parte que pode ser ilidida.
Fabião Nhancundele Ubi Ius, ubi societ, Onde há Sociedade ai esta o Direito, e onde esta o direito ai esta a Sociedade. O Estudante De Direito é o Pilar da Sociedade, porque esta para ditar o que Deve e o que não deve ser.
Angelo Pelembe Bunguele Julguei que o direito positivo fosse a formalização dos mecanismos de combate que os valores de um grupo social sufragam. A final pode haver lei antes da sociedade? Deficit gnosiologio ou miopia conceptual? O direito é uma relação de poder e a justiça é uma relação ética ambas geradas e não geradoras da sociedade. Até que ponto esses estudantes estão comprometidos com a justiça é com o direito?
Bitone Viage Agira sim o barulho vai começar.
Bitone Viage Agora *
Angelo Pelembe Bunguele Digo combate aos males sociais.... comprometidos com a justiça e com o direito?
Cofe Emanuel Vilanculos Direito não é apenas lei, direito é um conjunto de normas juridicas que regulam a vida na sociedade, estas normas podem surgir atraves de leis, doutrina, custume, jurisprudencia.... não ha sociedade sem Direito (dizem pk o ser humano é mau por natureza,)
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Alvito Ada Keys Minzo Bela abordagem, mas pela primeira vez, permitam-me informar que vocês tiveram uma visão quadrada. O que eu vejo no vosso comentário, são as vessicitudes de se ser um estudante Universitário apaixonado, por qualquer curso.
O Direito, meus caros, é um c
urso como qualquer um, muito delicado, sendo assim, os seus cultores limitam as suas abordagens nas fontes e metodológica do mesmo, para que possam chegar ao resultado desejado. A lei não é a única Fonte do Direito, mas, é extremamente sonante, por ser a mais importante...... ilustres, não confundam as coisas.
Bitone Viage Bela abordagem e ainda nos chama de quadrados? Kkkkk
De Waan Candido é mais um este.
Alvito Ada Keys Minzo Hahaha muito belo, com toda a convicção, ora vejamos, o belo não tem nada a ver com o verdadeiro, ou o verossímil. ...... o belo é só aquilo que é retórico aos olhos da maioria...

Sem contar que há muita coisa interessante....
Bitone Viage Já vai se esconder em filosofias??????
Alvito Ada Keys Minzo Hehehe..... vcé não fez filosofia? Não seria, de facto, louco de me esconder lá hehe... retórica isso,,,,
Zélio João Ibraimo nietzsche tinha muita razão quando dizia que nossa única doutrina deve ser a liberdade mental onde nem Deus pode nos limitar, nem a siciedade, nem nossos ancestrais, nem nós proprios individualmente, e eu acrescento nem a ciência pode nos limitar. a ciencia nao pode ser mais um ídolo, idolo no sentido de encarar posições contrárias como ameaça. ciência nao funciona como o mercado onde um Concore com o outro, alias core se assim o risco de cair nas profundas ignorâncias
Alvito Ada Keys Minzo Meu conterrâneo Zélio João Ibraimo, ninguém disse aqui que a ciência devia limitar-nos, pelo contrário, ela torna-nos mais livre, dá-nos uma maior amplitude e dinâmica.
GostoResponder129/9 às 13:29Editado
Zélio João Ibraimo ilustre Alvito, é disso que me refiro, não olhe a ciência como um Deus, não estou contra a ciência por favor me entenda, mas também nao ha olhe como um ídolo. a ciência também inviabiliza o crescimento, a pergunta que tu me farias seria: como é possível a ciência cegar? impedindo o surgimento de outros tipos de conhecimento que se calhar podem ir muito alem da ciencia, da religiao, etc. aliás te lembre que a ciencia é uma via de neocolonialismo. falei demais
Zélio João Ibraimo não tenha medo da liberdade nem da verdade mas tenha medo do medo da verdade.
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Omardine Omar Em todos os cursos, os estudantes tem uma determinada característica específica... Que em função dos apêndices da área e das atitudes individuais do visado pode apresentar certas caracteristicas desajustadas com a realidade.
Erasmo Nelio Dou vos uma dica nunca discutam com um estudante de direito eles sempre tem razão...
Bitone Viage Não é verdade isso.
Erasmo Nelio É aquilo que percebo dos meus colegas e amigos juristas. Que não são poucos
Erasmo Nelio Os tipos sempre tem razão
Tedi Pendegrécio Cossa Discordo, há quem diga que um estudante de psicologia é o mais difícil de lhe dar com ele. O de Relações internacionais e Diplomacia é o mais bajulador para outros e ele sente-se muita das vezes mal interpretado. Mas tudo isso são falácias, a capacidade argumentativa/ a retórica ou capacidade de influênciar/convencer os outros não depende do curso/campo de formação mas sim das habilidades individuais.
Erasmo Nelio Concordo consigo mas eu estou a falar de uma situação do dia a dia com meus colegas e amigos juristas. Os caras estão sempre dispostos a entrar numa discussão e sempre tem razão
Erasmo Nelio E o denominador comun ai é o direito
Bitone Viage Continuo discordando meu irmão Erasmo Nelio
Tedi Pendegrécio Cossa Uma coisa é sempre terem razão, outra é pensarem que sempre tem razão.
Erasmo Nelio Tedi Pendegrécio Cossa é disso que eu falo entre linhas
Tedi Pendegrécio Cossa Coitados deles por pensarem assim. Rsrsrsrsrsrssrsrssr
Ivan Maússe O estudante de RID é muito complicado, concordo contigo caro Tedi Pendegrécio Cossa. O nosso amigo Bitone Viage é protótipo disso. Heheheh
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Juraci Jorge Alberto Hermenegildo Boane Waaaaaaaaaakakakakakakka!
Juraci Jorge Sim, sei. Só quero com que ele veja o que pensam deles.
Alberto Hermenegildo Boane Obrigado. Você também é boa pessoa mestre. Admiro-lhe David Ferreira Duf
Alberto Hermenegildo Boane Infelizmente alguns colegas padecem dessa enfermidade de nome arrogância, isso está mais que claro. Entrementes importa referir que nem todos são assim, há excepções ilustre Juraci Jorge
GostoResponder1Ontem às 0:35Editado
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Ilidio Malunguisse Todas as áreas do conhecimento têm a sua importância e interdependência, portanto nenhuma terá maior prevalência que as outras. Muitos estudantes que fazem um curso tendem a supervaloriza-lo. Isso é em quem faz um curso por amor ou vocação na área em que se forma. O mal é a arrogância e a tendência de desvalorizar os outros cursos.
Almeida F. Massango Queria que ouvissem as minhas palmas batendo uma na outra de tanta alegria melhor que este artigo hoje nao li. Estao de parabens.
Delto Rikinho Sitoe ilustre o que tens a dizer sobre esse texto... Ifraime Mendes
Tettah Duarte Vai estudar as leis vc também 😹😹😹
Helder Waka Moiane KKKKKKK O UNICO ESTUDANTE D 'DROIT" que conheco é o ivan, ele nao é arrogante só é apaixonado
Tedi Pendegrécio Cossa Espelha muitas realidades o artigo, porém, só queria acrescentar que a arrogância e orgulho acaba sendo característico na maioria dos sujeitos que começam a frequentar o ensino superior, alguns vão deixando ao longo do curso e/ou depois, mas alguns infelizmente permanecem assim atéeeeeee, Falo dos ditos "Doutores licenciados" que aí de quem ousar lhes chamar pelo nome sem prefixar o usurpado título.
Julio Alexandre KKKKK.... Bitone Viage meu caro, o problema de fato nao é o direito, é do individuo como bem no desenrolar do teu texto ficou referido.
Na verdade, parafraseando o texto de Lima Piva, o estudante, ou melhor, o individup envolto entende as coisas de for
ma superficial, nao quer enxergar o que por outro lado esta contido, o #numeonum# se Kant nao podesse fixar-se somente na teoria gnoseologica. 
De facto, se a conscirncia nao for bem formada, se s razao nao se articular com o real, é isso que acontece! 
As pessoas pensam que a ciencia é para o homem, tornando assim este “objecto do seu objecto”. 
Ha uma necessidade urgente oh meu caro Bitone Viage que as pessoas sejam ensinados s pensar e nao a reproduzir o que a lei sobretudo positiva dita, para nao cairmos no superficialismo que infelizmente muitos caem. 
As Universidades deviam formar mentes universais tambem.
Por isso achei interessante o teu texto e como os outros que infelizmente nao tenho comentado. Forças e espero que tamanha reflexao ajude na construção do humanismo pelo qual somos chamados. Por fim, ninguem é melhor do que o outro, nenhuma ciencia é superior que a outra, todas devem emancipar o homem
Mauro JaQuis Quiçá que os meus colegas lessem esse artigo, realmente há ignorância em abundância.
Lina Rogério Henrique Nhatsota Parecem ter um mundão dentro do mundo... Até assuntos "banais" tornam-se extremos.
Mas toda profissão tem sua relevância é o que deviamos entender.
GostoResponder229/9 às 13:43Editado
Juliana Antonio Antonia Pequenino veja isto minha mamy
Edson EL Boxeador Dionísio Inácio Massing Está ver nem? Você tem mania.
Gilder Anibal Arrogância e' doença emocional (v. G. Anibal, 2016). E perigosa.
Cece Elisa Sangene Concordo plenamente.
Nico Voabil Bitone Viage e Ivan Maússe isto é ciume que vocês estam a manifestar aqui...
GostoResponder129/9 às 14:57Editado
Affonso Guerreiro Essa conversa de "se está na Lei, é para cumprir", é coisa de analfabeto. Já houve leis racistas, fascistas, despotistas etcistas de toda a espécie em toda a história humana e nem por isso eram coisas para aplaudir. O essencialismo que esses pseudo-intelectuais, muitos deles com diplomas que não valem nada, é mera máscara retórica que quando arrancada expõe com vigor a mediocridade desse tipo de pessoa. 

Porém, já vi o Bitone Viage, também a dizer que o ISRI era a melhor instituição e que Relações Internacionais era algo tão importante que devia ser feito por todos. 

Eu, em particular, acho que a ciência central que todos deviam dominar é economia, porém nunca expus essa ideia. 

No fim do jogo, vê-se o seguinte: somos todos uns medíocres metidos a intelectuais. Uns já formados, outros em formação e outros, ainda por formar. 
Mas, de facto, a malta de Direito é mesmo insuportável com sua retórica vazia.
Bitone Viage Hehejejejehe não demorou nem cunha??
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Ivan Maússe Affonso Guerreiro, kkkkkkk, há excepções. Eu sou uma delas. Hehehe, o Direito ainda não me subiu a cabeça. Kkkkk
Affonso Guerreiro Ehehehehehehehe.. É como diz o artigo, no início: nem todos são assim. 😂😂😂😂😂
Johnny Wiliam Rocha Sintam -se comprimentados ilustres ,somos interpretados mal Ab initio , só pelo facto de fazer Direito e estar sujeito a uma realidade plural muito mais rica , a realidade plural advém do facto de o estudante de Direito na sua formação ter de estudar todos cursos , ou seja arrisco -me em dizer que o Direito ou a ciência jurídica abarca diversas áreas desde a medicina , contabilidade , filosofia , economia , antropologia , filosofia , relações internacionais , ect são várias áreas que temos como estudantes e profissionais pela natureza do curso conhecer e estudar ,isso tudo ajuda -nos a alargar os nossos horizontes e é verdade essa realidade que a formação nos transmite nos enche de orgulho , mais devo dizer que nem todos estudantes se portam dessa maneira , os que se comportam dessa forma aproveito a oportunidade para dizer que estão desprovido de maturidade académica , a ciência é vasta e não se circunscreve na ciência Jurídica , e todos cursos são na verdade relevantes para a solução dos problemas da sociedade no geral .
Só que seria fechar os olhos a realidade negar que os estudantes dos outros cursos nos interpretam mal , só que devemos ter presente que todos cursos na vida profissional devem e acham -se vinculado a lei e as normas jurídicas ,o estudante de Direito não é orgulhoso , é vítima e alvo de olhares trocistas por ter um entendimento da lei que o cidadão e estudantes ou formados em relações internacionais quer ignorar , o Direito faz parte das vossas vidas , faz parte do dia -a - dia mais mesmo assim tendem a ignorar , e é incomodo falar de lei e Direitos para uma sociedade sem cultura jurídica e educação jurídica , por isso o jurista italiano francesco carneluti diz que todos deviam ter uma formação básica do Direito de forma a se proteger como os pacientes quando avisado pelos médicos das formas de protecção de doenças faz de tudo para as evitar , o mesmo deve suceder com o leigo em matéria jurídica .

O jurista e estudante de direito costuma a dar detectiva e diversas formas de procedimento de modo a levar o cidadão a viver com harmonia com o próximo , mais não, alguns ficam frustrado quando o jurista intervém e fala lei , estamos numa sociedade que faz as coisas à margem da lei ou seja violando a lei , e a lei é dura por isso muitos ficam apáticos perante ela ,Bitone Viage Dura lex sed lex , nós não somos orgulhosos nem arrogantes , só que as nossas intervenções são educativas e incómodas porque são acompanhadas de base legal , todos têm a sua base legal , mais ficam frustrados e perturbados quando usamos as nossa base legal ,ex facto oritur jus ,meu caro o Direito não fornece conhecimentos absolutos que não possam estar sujeitos ao olhos da razão , os estudantes dos outros cursos é que tem uma interpretação irronea dos mesmos , jgnorantia juris meminem excusat , só que as pessoas têm uma idiea comumente pessimista , alguns não gostam da lei por isso não gostam de estudante de Direito , este só insiste em falar verdade e diz como deve ser a conduta humana , meu caro cada curso tem a sua relevância mais o Direito esta em tudo , isso é inegável .
GostoResponder329/9 às 23:20Editado
Elcidio Macuacua Foram bem descritas as atitudes de alguns estudantes de direitos e formados em direitos... eles vem as outras ciências como apêndices da Ciência Jurídica...
Carlos Edvandro Assis Eu concordo consigo plenamente Bitone Viage e com um exemplo claro de um tal de Sitoe (G40).
Antonio Gundana Jr. Kakaka, estudante de Direito - arrogante infantil!😂Olha o Direito como uma religião, vê outros cursos como "recursos" e tenta "derrubar" os seus docentes com longo percurso na estrada - interessante!😂
Apenas sugerir um pouco mais o uso de referências no sentido de conferir mais credibilidade e confiança ao q falamos.
James Junior Concordo consigo ilustre Bitone!
Johnny Wiliam Rocha Sintam -se comprimentados ilustres ,somos interpretados mal Ab initio , só pelo facto de fazer Direito e estar sujeito a uma realidade plural muito mais rica , a realidade plural advém do facto de o estudante de Direito na sua formação ter de estudar todos cursos , ou seja arrisco -me em dizer que o Direito ou a ciência jurídica abarca diversas áreas desde a medicina , contabilidade , filosofia , economia , antropologia , filosofia , relações internacionais , ect são várias áreas que temos como estudantes e profissionais pela natureza do curso conhecer e estudar ,isso tudo ajuda -nos a alargar os nossos horizontes e é verdade essa realidade que a formação nos transmite nos enche de orgulho , mais devo dizer que nem todos estudantes se portam dessa maneira , os que se comportam dessa forma aproveito a oportunidade para dizer que estão desprovido de maturidade académica , a ciência é vasta e não se circunscreve na ciência Jurídica , e todos cursos são na verdade relevantes para a solução dos problemas da sociedade no geral .
Só que seria fechar os olhos a realidade negar que os estudantes dos outros cursos nos interpretam mal , só que devemos ter presente que todos cursos na vida profissional devem e acham -se vinculado a lei e as normas jurídicas ,o estudante de Direito não é orgulhoso , é vítima e alvo de olhares trocistas por ter um entendimento da lei que o cidadão e estudantes ou formados em relações internacionais quer ignorar , o Direito faz parte das vossas vidas , faz parte do dia -a - dia mais mesmo assim tendem a ignorar , e é incomodo falar de lei e Direitos para uma sociedade sem cultura jurídica e educação jurídica , por isso o jurista italiano francesco carneluti diz que todos deviam ter uma formação básica do Direito de forma a se proteger como os pacientes quando avisado pelos médicos das formas de protecção de doenças faz de tudo para as evitar , o mesmo deve suceder com o leigo em matéria jurídica .

O jurista e estudante de direito costuma a dar detectiva e diversas formas de procedimento de modo a levar o cidadão a viver com harmonia com o próximo , mais não, alguns ficam frustrado quando o jurista intervém e fala lei , estamos numa sociedade que faz as coisas à margem da lei ou seja violando a lei , e a lei é dura por isso muitos ficam apáticos perante ela , Bitone Viage Dura lex sed lex , nós não somos orgulhosos nem arrogantes , só que as nossas intervenções são educativas e incómodas porque são acompanhadas de base legal , todos têm a sua base legal , mais ficam frustrados e perturbados quando usamos as nossa base legal ,ex facto oritur jus ,meu caro o Direito não fornece conhecimentos absolutos que não possam estar sujeitos ao olhos da razão , os estudantes dos outros cursos é que tem uma interpretação irronea dos mesmos , jgnorantia juris meminem excusat , só que as pessoas têm uma idiea comumente pessimista , alguns não gostam da lei por isso não gostam de estudante de Direito , este só insiste em falar verdade e diz como deve ser a conduta humana , meu caro cada curso tem a sua relevância mais o Direito esta em tudo , isso é inegável .
Olivia Edward Proverbs Rafael... Leia e me diga se é verdade
GostoResponder11 h
Nhassiquel Nhassiquelane Julgo que todo o caloiro ou bem expresso a maioria dos caloiros sofrem da mesma doença só cada um com suas implicações e manifestações

Tenho a sorte de ter feito a filosofia e agora a estudar o direito e quero concordar consigo. 


Porém, volto a sublinhar que todos já notou como se exibem os estudantes curso de relações internacionais? 
E como se comportam no seu todo os estudantes de ISRI? 

Digamos que tb se acham os pais país da história....
GostoResponder10 h
YolLa Amosse Kkkkkkkkkk procede
GostoResponder1 h
YolLa Amosse Miro Matusse procede?

Windows Live Messenger + Facebook