quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Este é que é o medo (2)

Este é que é o medo (2)
O vídeo aqui postado dissipa as dúvidas de qualquer um sobre a situação actual que se vive em Moçambique. trata-se de um vídeo que retrata as confidências dos sobreviventes da barbárie que vitimou seis pessoas (morreram carbonizadas) na sexta-feira passada, em cheringoma, província de Sofala.
Há acusações cruzadas. A Polícia diz que o massacre foi protagonizado por homens armados da Renamo. Os sobreviventes dizem que foi a Polícia a responsável. Em que ficamos? Demorei este tempo todo para postar este vídeo porque ainda estava à espera de reacções de organismos competentes. E nada. Aconteceu o que eu previa: silêncio total!!!
Isto é preocupante. Este assunto mexe com a sensibilidade de qualquer Estado. Às vezes me parece que Moçambique é uma ilha. Está isolado do restante ritmo que move o mundo. Em Moçambique só o presente é que conta. O futuro? Veremos quando lá chegarmos. Isso é um país?
Foram-se embora, e de maneira hedionda, seis vidas humanas. E o silêncio de organismos como a Liga dos Direitos Humanos, da Alice Mabota, e tantos outros é conivente. Este caso já devia ter chegado à Amnistia Internacional ou ao Tribunal Penal Internacional. Os perpetradores daquela barbárie não podem ficar impunes. Moçambique é ou não um Estado de Direito?
Não pretendo aqui responsabilizar nenhum dos grupos por aquele crime diabólico, mas ao ficarmos em silêncio, significa que qualquer um que entender, amanhã pode queimar cem pessoas que nada lhe vai acontecer. Apenas só se vai falar nesse dia, e no dia seguinte tudo volta à normalidade.
Meus caros: uma sociedade que não reivindica os seus direitos, é uma sociedade morta. Já se notou que, em Moçambique, ficar à espera dos políticos para uma certa decisão, é letra morta. Quando o assunto aflige o povo não movem palha e esse mesmo povo acaba ficando cúmplice desses políticos desavergonhados porque também cala.
Não estou a imaginar se a mesma barbárie tivesse acontecido num país europeu… e não vamos arranjar a desculpa de que os europeus são desenvolvidos ou tais. Os bons exemplos são para serem seguidos.
Se quem de direito não diz nada, também ficamos em silêncio? Quem vai pressionar os políticos para agirem de boa forma? É que sem essa pressão, eles ficam acomodados. Pilham o Estado a seu bel-prazer e nada acontece.
Está de parabéns a STV que trouxe o outro lado dos factos, mas também a este canal faltou aquilo que em jornalismo se chama gerência editorial. Devia ter continuado a seguir os factos até à exaustão. Essa é que é, efectivamente, a tarefa de um jornalista, os chamados “watch dogs”. Fazer jornalismo não é ir a conferências de imprensa onde se anuncia o previsível: briefing do Conselho de Ministros e tal. isso é ser caixa de ressonância. Tem que investigar os factos. Trazê-los à tona. Vigiar os passos dos governantes de modo a que sejam educados para o bem.
Nini Satar


0:00

1.5K Views
AO CONSELHO SUPERIOR DA COMUNICAÇÃO SOCIAL
EXMO SENHOR TOMÁS VIEIRA MÁRIO
Esta não é a primeira vez que escrevo ao Conselho Superior da Comunicação Social (CSCS), à pessoa do senhor Tomás Vieira Mário. Fi-lo várias vezes e sempre alertando para os mesmos problemas.
Sei eu que o Conselho Superior da Comunicação Social da República de Moçambique é o órgão de disciplina e de consulta que assegura a independência dos meios de comunicação social, no exercício dos direitos à informação à liberdade de imprensa, bem como dos direitos de antena e de resposta (Artigo 50 da Constituição da República). É seguindo essas atribuições do CSCS que escrevo ao seu presidente.
Não preciso lhe fazer recordar que a imprensa moçambicana anda abandalhada. Os óculos que o senhor usa, presumo, têm uma graduação necessária que lhe permite enxergar o óbvio. Que imprensa é esta que se alimenta de fofocas publicadas nas redes sociais? Perante estes factos o que faz o Conselho Superior da Comunicação Social ou o seu presidente?
O senhor Tomás Vieira Mário antes de ser presidente do Conselho Superior da Comunicação Social é jornalista. Pelo que esta instituição deveria estar bem servida. Mas, infelizmente, não é o que acontece, facto que me leva a concluir que ou o senhor faz vista grossa ao que acontece ou, então, é conivente.
Por exemplo, no dia um de Janeiro do presente ano, o jornal SAVANA abriu com uma foto em seis colunas de Nazir Lunate em que escreve “Investigado”. Já no interior do jornal fala do dinheiro apreendido na fronteira de Ressano Garcia, do lado sul-africano, nas mãos de dois moçambicanos, e que um deles é cunhado de Nazir Lunate. Mais adiante, o jornal diz que tal dinheiro destinava-se ao Estado Islâmico.
Não sei porque cargas de água foram-me colocar a foto de Nazir Lunate na capa. Que eu saiba, ele não chegou de ser investigado, ouvido pela Polícia e nem citado pelos transportadores de dinheiro. Tudo resumiu-se em denegrir, de forma deliberada, a sua imagem.
Nazir Lunate é uma pessoa inquestionável e dirige uma das emblemáticas mesquitas do país. O SAVANA sabe que ele é Maulana e que a sua figura não deve ser associada a mesquinhices, pelo número de fiéis e outros que têm nele como exemplo a seguir.
Hoje, volvidos oito meses, Nazir Lunate ainda não foi ouvido e nem associado ao dinheiro contrabandeado. O SAVANA denegriu-lhe a imagem e nem sequer pediu-lhe desculpas. Jogou o seu nome na lama como melhor entendeu. Posso dizer que o Conselho Superior da Comunicação Social também foi conivente porque não se pronunciou. Viu e fez vista grossa.
Danish Satar
Durante o tempo em que Danish Satar esteve detido, o SAVANA publicou tudo de desabonatório contra ele. Ou seja, se dependesse do jornal, Danish Satar até teria sido julgado e condenado. Todavia, os factos foram outros: o Tribunal Supremo mandou soltá-lo porque não havia nenhuma acusação contra ele. E o SAVANA não escreveu nada sobre isso. Linchou-o em plena praça pública e na hora da verdade nem se pronuncia.
Procurador Marcelino Vilanculo
O assassinato do Procurador Marcelino Vilanculo é um assunto sério que mexe com a sensibilidade de qualquer pessoa de bem. Foi um assassinato macabro e o SAVANA de forma maquiavélica e deliberada, associou-me a este assassinato.
É verdade que o jornal não escreveu o nome, mas a forma como tratou o assunto dá a entender que fala de Nini Satar. O homicídio do Procurador Marcelino Vilanculo não é um assunto banal. O SAVANA não pode intoxicar a opinião pública. O que o jornal está a fazer é manipular os factos.
Eu, Nini Satar, garanto que tudo o que o SAVANA escreveu sobre o assassinato de Marcelino Vilanculo é uma mentira descarada. O meu nome não consta dos autos do processo porque nada tenho a ver com o assassinato do magistrado.
Dentro de dias ou semanas veremos quem tem razão, porque os indiciados no processo irão a julgamento. Em nenhum momento, como o SAVANA pretende, ouvirão o meu nome a ser chamado no julgamento.
Ademais, eu, Nini Satar, vou provar não só ao SAVANA que não tenho nada a ver com o assassinato de Marcelino Vilanculo, mas também ao CSCS na pessoa do senhor Tomás Vieira Mário. E ai vou querer que o senhor obrigue o SAVANA a retratar-se diante dos seus leitores, sob pena de alicerçar-se a opinião de que há alguma conivência na tentativa de sujar descaradamente a minha imagem.
Se o SAVANA não consegue ganhar dinheiro honestamente e acha que manipulando os factos vai conseguir algum rendimento, está enganado. Julgo eu que seria de bom tom, seja por via de uma carta ou outro mecanismo, dirigir-se formalmente a mim e eu vou emprestar dinheiro ao jornal.
Não é ludibriando a opinião pública que de mim vai ter dinheiro. O SAVANA durante anos andou a escrever que eu era um dos mandantes do assassinato do jornalista Carlos Cardoso. Mas Fernando Lima, PCA da Mediacoop, empresa proprietária deste jornal, disse no programa “Pontos de Vista”, moderado por Jeremias Langa, que duvidava que os verdadeiros mandantes do assassinato do jornalista haviam sido presos. Em que ficamos?
Se o SAVANA continuar com esta onda de desinformação e intoxicação da opinião pública, eu, Nini Satar, vou colocar centenas de advogados para processar o jornal. E duvido que terá dinheiro para me indemnizar.
Devido ao seu longo historial no jornalismo, creio eu, o senhor Tomás Vieira Mário tem algum tipo de proximidade com o editor do SAVANA. Era bom que por via de conversa, ou em carta saída do Conselho Superior da Comunicação Social chamasse o SAVANA à razão. Não pode denegrir assim a imagem de pessoas inocentes e ficar-se por ai.
É dever do Conselho Superior da Comunicação Social intervir nestes casos. Caso não o faça, serei obrigado a produzir cem mil panfletos e distribui-los por algumas pessoas e ardinas do país inteiro com seguinte mensagem: “Pedimos a demissão do presidente do CSCS porque não tem pulso para dirigir esta instituição!”
Londres, 22 de Agosto de 2016
Editorial
O megafone do Chipande
Maputo (Canalmoz) - Certamente que o estimado leitor já deve ter-se apercebido das fracas capacidades do homem a quem agora cabe o título de Presidente da República. Mas isso enquadra-se bem num método de actuação de grupo que torna o homem fácil de gerir e não representa qualquer tipo de ameaça intelectual ou de qualquer outra índole para os seus fabricantes.
O próprio Nyusi, que sempre soube que era um cabaz político, agora já não consegue sequer fingir que é alguma coisa. Agora é obrigado a conviver com o embaraço de cuidar de assuntos recreativos e infantis, enquanto Chipande cuida da agenda principal. O facto de que tudo quanto é medida estruturante ter de ser anunciado por Chipande é a parte visível dessa hierarquização, onde Nyusi ocupa o lugar de megafone. Tudo quanto Nyusi disse até aqui são reproduções de pensamentos e às vezes frases completas ou editadas de Chipande.
O que está a acontecer é que mudámos apenas de figurino. Mas a qualidade ou falta dela, por parte dos protagonistas, segue intacta. Se Guebuza tinha, na altura, o Edson Macuácua para lhe reproduzir o pensamento vocal e fielmente, hoje o Chipande tem o Nyusi. A rigorosa diferença, na nossa modesta análise, é que o Chipande dispensou o Mercedes e a escolta presidencial para o seu porta-voz. Até porque faz sentido, pois este ainda é comparativamente mais jovem e ainda tem necessidade de algum exibicionismo de posses.
Não é preciso ser especialista em qualquer tipo de ciência para perceber uma hierarquia tão clara quanto a existente. Chipande é quem toma as decisões e as anuncia. Nyusi tem a tarefa de as reproduzir de forma fiel. Até pode editar algumas frases, isto é, não enveredar pela letra, mas aparentemente não está autorizado a contrariar ou distorcer o espírito de tais mensagens.
Por exemplo, já sabíamos pela boca de Chipande, quando este esteve na cidade da Beira em missões partidárias, que havia uma agenda de endurecimento de posição contra a Renamo e Afonso Dhlakama. Também não é novidade que, agora, a abordagem é consolidar a diabolização da Renamo junto dos cidadãos, atribuindo-lhe toda a culpa pelo que está a acontecer. Também não é novidade que a Frelimo está comprometida com o desenvolvimento e que a Renamo está a sabotar. Também não é novidade que a Frelimo vai continuar com a agenda de melhoria da vida dos moçambicanos. Tudo isto ouvimos da boca de Chipande, quando esteve na Beira. Chipande tomou a iniciativa de anunciar estas “novidades”, quando esteve na Beira.
E tudo quanto Chipande disse na Beira coincide exactamente com tudo o que Nyusi foi dizer em Manica, durante a sua “presidência aberta”. Algumas formulações das frases têm até a particularidade de começarem da mesma forma e terminarem da mesma forma.
Se fizermos algum esforço de retrospectiva cronológica, perceberemos que mesmo o plano de acabar com Afonso Dhlakama foi anunciado em entrevista ao jornal “Savana” por Salvador Ntumuke, em termos práticos uma espécie de coadjuvante do Chipande, e Nyusi recebeu ordens para ficar calado.
Portanto, em bom rigor, de Nyusi não se conhece novidade nenhuma. Quem quiser saber o que se vai passar nos próximos dias, deve ficar atento a Chipande e aos seus ajudantes, que são, para a infelicidade dos mais de 23 milhões de habitantes, os guias. Tal aviso é extensível aos membros do partido Frelimo que, a nível formal, têm no Nyusi a figura do presidente, mas que, a nível material, estão todos esclarecidos em relação a que entidade devem, de facto, ter em conta, e a quem ignorar.
Qualquer cidadão com nível de lucidez mediana percebe que quem está a lidar com Dhlakama e a Renamo neste momento é Alberto Chipande e os seus ajudantes e não o Nyusi. Quem está atento, percebe que Nyusi só fala de Dhlakama depois de Chipande se ter pronunciado a esse respeito. E, regra geral, Nyusi diz o mesmo dito proferido por Chipande. A Renamo e os mediadores já deviam ter-se apercebido de que o interlocutor válido no processo de negociações é o Chipande e não o Nyusi. Se os mediadores querem, de facto, algum grau de seriedade neste processo, é da mais elementar pertinência que, quando se chegar à fase de se encontrarem com as lideranças dos beligerantes, passem a reunir directamente com Dhlakama e com o Chipande, que é o dono das frases do Nyusi.
Lidar com Nyusi neste processo é lidar com um intermediário de efeito puramente cosmético. Nyusi jamais dirá o que os donos não mandaram dizer. Não é por acaso que Nyusi, até hoje, não tem ideias sobre qualquer coisa que diga respeito a este país. Pela forma como a organização foi montada, o papel de Nyusi é não ter ideias. E parece-nos que o protagonista está satisfeito com esse prestigiante lugar.
Para perceber a situação intelectual ou a capacidade de raciocínio de Nyusi, basta ficar atento às suas intervenções. Até aqui, Nyusi não disse nada de novo que o identifique como presidente de qualquer coisa, se não da recreação. O seu discurso não passa de um conjunto de generalidades e lugares-comuns que qualquer político estagiário pode dizer. Frases-feitas sobre “desenvolvimento, produção e produtividade”, “estamos comprometidos com a paz”, “estamos preocupados” e companhia comum limitada podem ser ditas por qualquer cidadão, desde que saiba escrever o seu próprio nome. Um conjunto de divagações repetitivas, intangíveis e, por isso, irreais têm servido de adjunto adnominal para especificar um cabaz político, feito porta-voz. (Canal de Moçambique/CanalMoz)
LikeShow more reactions
Comment
35 Comments
Comments
Paula Maria Raiova
Write a comment...
Carlos Manuel Moçambique está sendo governado por máfias, é uma grande pena para nós o povo. Somos tratados com brutalidade, o país praticamente até certo ponto, chega a ser uma colónia da elite governamental.
LikeReply21August 22 at 11:28amEdited
Elton Steez Tamele De F. J. Nyusi nao passa de um manequim. E que o pior e o tal fulano nao ter nenhum caracter! Porque se tivesse se rebelava, contra os seus manipuladores, que o brigam a desempenhar papeis ridiculos! Nem dao a chance de poder fingir que o presidente e ele! Se eu estivesse no lugar de Nyusi me matavam, porque nao suporto a ideia de se feito um fantoche! Aquele papel serve i muito bem, para um estupido maconde! Todos os macondes sao assim mesmo, quadrados!
Djicaze Dzovo Dzovo Isso, provavelmente, só interessa a vocês. Ao povo interessa a Paz. Ao povo interessam as notícias que chegam da mesa do diálogo e tudo indica que já há uma luz no fundo do túnel que jornais como este procuram apagar.
Cassamo Aboobacar Só se vc for cego esta ver a luz. Quando primeiro ponto a agenda assinado é desmentido em 24h e sujeito a interpretação diversas sinal que não vai dar nada
Cassimo Jaime Bialine O senhor Djicaze n poderia ter dito isso aki, sobemos k ee ou faz parte do grupo de Chipande, mas saiba k num pais onde reina Monarquia nunca ha Paz, caso de Moz, isso ee expecie de Monarquia
Eugenio Abilio Abibo você só pode ser dá elite de povo duvido.
Billy Blanks Sr. Djicaze, se isso não lhe interessa nem a paz lhe interessará, nunca falar em nome do povo ideias ridículas como as suas.
Djicaze Dzovo Dzovo Ridículos são aqueles que pretendem nos desviar daquilo que é importante. A PAZ. Depois de saberem que quem manda é o Chipande, o que é que ganharam? Isso mudou ou vai mudar alguma coisa nas vossas vidas? VIVA A PAZ.
Djicaze Dzovo Dzovo Cassamo Aboobacar, ninguém desmentiu nada. Apenas foi dado um esclarecimento. Ninguém disse que aquele documento já não era válido. Se alguém disse isso, se enganou. Aquele documento continua a valer e é com base nele que se vai trabalhar para a PAZ.
Justino Antonio Maraneja Maraneja Kkkkk. Politica para politicos. PAZ pra mim, PAZ pra ti e PAZ PRA NOS MOCAMBICANOS.
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Carlos Da ZaiCar ZaiCar Estamos colonizado pelo os combatentes da fortuna, mas creio que nao sera pra sempre. Cz
Adelino MEntolas LZ Junior kikikikikikiki eu nao tenho nada a comentar ao nao seja a incetivar os dirijentes a pautarempelo bom comprtamento e boa governacao...eu nao xtranho uma informacao dessax pork o nosso pais nunca tera governantes alem dos corruptos...tamos mal..
LikeReply5 hrs
Grácio Dos Inguanes Este jornal devia mudar de nome, passando a chamar se Canal da Renamo. Este partido e o seu chefe, a múmia ambulante são vistos como santos pelo jornal. Este editorial ê mais um de vários disparates jornalísticos...
Antonio Carlos A verdade ofende. Estamos num Estado de Direito e cada um deve expressar-se livremente
LikeReply1 hr
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Amisse Ibraimo Respeito e bom Nesse momento ele e Chefe do Estado, aliais qualquer um merece respeito e dignidade
Carlos Pinto Uma coisa para analisar a capacidade ou incapacidade desse governo em dirigir esse país. "Dados os problemas que o país atravessa, tou a falar de conflitos armados, crise económica-financeira, raptos e assassinatos, centralização do poder e, tribalismo, exploração entre moçambicanos e todos males que nos apoquentam que são uma realidade. Qual é o plano e programa do nosso governo em sanar estes problemas? São problemas antigos de à mais de 30 anos e nem se quer um passo foi dado para a solução desta realidade no nosso país.
LikeReply13 hrs
Nelson Muzondane Cossa Everdade estamos corer risco desse jente colonial esta perder control um pra teu lado
Chuva da Chuva Caros compratiotas! Existe jornalismo politico,desportivo,financeiro,Cultural e etc para tal é so escolher o favorito! Eu gosto mais do jornal Desafio.
Angelo Francisco entao pk perdes tempo a ler aqui?
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Constantino Antonio Luz no fundo do tunel, que luz voce esta se referindo? Elaborou-se um documento, assinado por partes integrantes (3), foi dado alguem para ler aos presentes, por via disso, para o pais e o mundo. Em menos de 24h, houve uma outra versao do tipo nao houve nenhum acordo, e hoje que voce diz haver LUZ NO FUNDO DO TUNEL? OU gosta de usar esse termo e nao viu nenhum contexto para enquadra-lo? Come on!
LikeReply1August 22 at 7:54pmEdited
Djicaze Dzovo Dzovo Acho k nao estamos a falar do mesmo assunto.
Constantino Antonio Obgd, mas do que ninguem, voce esta mais informado.
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Lito Queha Se for a Tvm a dar fantochada do Governo heiii.... mas ja eestão a acusar este jornal dar informações da renamo.
Até quando estaremos livres com esses burladores. Se não estiver informado não culpa UNAY CAMBUNA, este homem da informações frescas nesto...See More
Germano Manuel Mano Lito têm pessoas que não sabem que jornalismo não é partidário, qualquer coisa que estiver a respeito de divulgar, divulgam independentemente do lado que for, as pessoas são burros por não olhar esse lado do jornalismo. Portanto discutir esses é perca de tempo.
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Joana Joao Jamissone Jamissone Chega de atrapalharem este jornal deixem-no cumprir o seu papel de informar e formar.
Valter Chiziane EU sempre acreditei que Nyusi so e' presidente no papel mx na realidade o verdadeiro nao passa de um fantasma ou melhor e; o tal' primeiro tiro'.
Nerv Mind em todo seu governo ainda não conseguiu formar a sua marca . vai sair do governo e ser esquecido na hora qui triste
Orlando Muhacha Neste país vamos lamentar até até, mas na verdade estamos bem mas bem mesmo, amarrrrrdoooooossss.
Adji Dji Bwera Descobri ki a democracia so funciona depois do governo libertador no poder passar a ser opositor,
Holden Macuapa POVO BURRO 。。MARAVILHOSO,SER MANIPULADO POR 3/4PESSOAS QUANDO NOS SOMOS 23 000 000.DE PESSOAS
Gulamo Agy E' triste....
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Joy Coulson Quem manda é a comissão política. O sr. Alberto Baboon Chipande não tem capacidade intectual para dirigir seja o que for. Para a comissão política a Renamo não passa de bandidos armados. As conversações são para enganar os ocidentais enquanto a Frelimo procura eliminar fisicamente o lider da Renamo.
LikeReply1August 22 at 7:20pmEdited
CB Wilson Agitadores, deixem a negociação correr num bom rítimo, O povo quer Paz.
Salomão Nhantumbo Que jornal! Nós merrecemos, valha-me Deus!
LikeReply22 hrs
Cristina Ussene Coitado de nos.
Luis Moiane Palhaços!!!!!
Filipe Pedro Filipe Filipe cabaz politico?kkkkkkkkkk
Manuel Simate Maquisse Eu não concordo que jornal este ; não tem papel fundamental; apenas inventar fifocas; não diferença com Unai-Cambuma; no lugar de informação desenforma.para com é vergonhoso por isso no tempo de Samora não permitia isso. Fala de paz aconselha o Governo tánto; como a Renamo trazer paz o que importante para todos nós. O Presidente não devia ter familiar no partido. Pouca vergonha.
Roro Simoes Nyusi foi estratega ao nomear um general pra as negociações e que podia tomar decisões importantes mas viu se k avia os má fortes.
Gusmão Peixoto Se Nyusi e Chipande são membros do mesmo partido é natural que os discursos sejam convergentes.
Seria estranho se um dissesse algo e o outro o contrariasse.
O estranho é o facto deste jornal ter acesso aos momentos em que o Chipande dá ordens ao Nyusi.
Que privilégio!
Acrisio Novela Sr Gusmao qual e a funcao de um jornal?nao e de investigar os factos?esta ai ja investigou se tens duvidada do que foI aqui escrito passa a comprar jornal noticias.
Jonas Joaquim Gusmao Peixoto achas que tarefa de um jornal ee mesmo este? todos os dias passar a dizer ao povo para se desfazer de um chefe de Estado? nao tenho um nome a dar a este grupo e te garanto que isso so pode estar a acontecer em Mocambique e sabem que o general Chipande em nenhum momento vai lhes pedir que provem o que dizem.
Aurelio Matabicho Copy and past?
Comments
Paula Maria Raiova

Write a comment...
Momade Assife Abdul Satar Wale Kaya
tenho dito sempre
antes de comentar
leaim o post.
se o Nazir não se defende talvez fez no outro forum
nos os leitores temos que tar atentos nas mentiras dos jornais.

Wale Kaya Momade Assife Abdul Satar,a dado momento me apercebo k gosta de alguns jornalistas/jornais, esquecendo k gozam da liberdade de investigar e escrever sobre factos k ocorrem na nossa sociedade e não só. Acredito eu, que ai em Londres um dia pode um jornal escrever sobre a sua história, nao chame a isso perseguição, mas sim,trabalho dele
Wale Kaya Quis dizer nao gosta. ..
Momade Assife Abdul Satar Wale Kaya vejo que es um burro mesmo!!!
comentas so pra apareceres
os teus comentários não são construtivos.
neste post provo mentiras que o SAVANA
escreve e tu desvias.

Cofe Emanuel Vilanculos o ponto apresentado pelo Wale Kaya, é ate de Direito, Legitimidade esta em todos codigos processuais e na lei do procedimento administrativo, cada um deve reclamar seus direitos pessoalmente
Momade Assife Abdul Satar Cofe Emanuel Vilanculos
ja lhe disse varias vezes que o senhor faz comentario pra ficar famoso.
esta carta e pra Presidente de conselho superior de comunicação
pra ele dar um puxão de orelhas a estes jornalistas de meia tigela.
todos somos leitores
temos obrigação de criticar se algum jornal mente.

Edson Alberto Mungoi Alberto Claro concordo Nini, fora d q o jornalismo feito em Moçambique é comunitário, é fácil publicar mas depois n há seguimentos.
LikeReply21 hrs
Nelo Tembenuca Nini faça tua parte, nós teus seguidores te acompanhamos com mto prazer, já provaste k tens maturidade, falaste tanto de colapso e xtamos a rescentir, os k te criticam já reagiriam?
LikeReply12 hrs
Paula Maria Raiova

Write a reply...
Reggie Muac Claramente, se o jornalista escreve algo que é falso e mais tarde descobre a verdade, porque não repor a imagem do indivíduo, o que custa isso? O QUE HOJE ACONTECE COM OS OUTROS AMANHÃ SERÁ CONNOSCO OU FAMILIARES PROXIMOS. Pelo menos este Nini Satar esta fazer parte dele. E nós?
Imagine que um dia com os famosos 15 bandidos que terrorizam os bairros entram na sua casa e roubam os bens e se vão embora. E daí um jornal escreve que a sua mulher foi violada, vai gostar esse desgaste da imagem da sua esposa por exemplo. Acredito que jornalistas de fato tem que escrever coisas fidedignas.

LikeReply3Yesterday at 1:58pmEdited
Abdul Remane Ibraimo Maulana Nazir grande homem do Din,acompanhei a noticia com triste,em fim allah é grande.
Alberto Joaquim Vale a pena entregar a mim para continuar a estudar do que estes de jornal que fazem de tudo pra lancar no fundo de poco. Ademais, nao fique preocupado pois estamos no pais que tudo pode acontecer e ninguem fala nada.
Tony Zandamela Sou da opinião que às pessoas em Moçambique São escolhidos para cargos de grande vulgo devido a sua competência, antes de assumirem o cargo, mas depois que sentam o seu traseiro ficam coniventes do sistema, contribuído para a aceleração da poluição da informação, legitimando incompetências e tornando os destinatários na informação com mentes adormecidas, muito infelizmente em Moçambique tudo funciona com base nas fofocas não analisadas, temos jornalistas que ficam de Plantão nas redes socias para colher qualquer fofoca e fazer dela informação
Samuel Fox Este é o problema dos canais de informação nacionais, publicam fofocas pra vender mesmo que isso custe o bom nome das pessoas. Pela tv quantas vezes sao expostos supostos criminosos e quando se procede a investigação e descobre-se que eram inocentes ninguém volta lá para limpar seus nomes, ficando estes socialmente comprometidos
Wale Kaya Kķkkkkkk Momade Assife Abdul Satar,porque nao deixa o Nazir lunat,escrever para o CSCS?ou foi constituído por ele?Quem cala consente...digo o mesmo em relação ao Danish satar, é maior de idade .
David Carvalho O Pais do pandza vai do mal para o pior e uma coisa, se abrires boca tiro na testa.
Acacyo Chilengue Alfredo Chilengue Kkkkkkk Wale Kaya perdeste ja nao dizes nada comprariota perdeste mesmo,mas eu estava adorando vosso papo
Arafat Calu Calu Wale kaia nao entende nada do ki xta se falar ,por isso devia ficar com o sapo na boca !
Ayub Abdul Gaffar Esse sector so tem nome ninguém faz nada ai
Paulo Sidney Fred Bulafo Foi cotsolado! Temperaram o cha com calcinha.
LikeReply7 hrs
Rutuane Valgy Agora ja e jornalista ou correspondente ou advogado.
Eden Iranha Momade Assife Abdul Satar, ESCREVA TAMBÉM PARA DJAKHAMA PEDIDO PARA ELE CESSAR COM OS ATAQUES
Marcelo Mazive Mas afinal quem esta a atacar mesmo?
LikeReply212 hrs
Marcelo Mazive Nao vamos fingir aqui esse dhlakama todos dias apela a retirada das forcas da fadm pra ele poder ir a mpto afim do dialogo mas nada feito
LikeReply11 hrs
Marcelo Mazive Eu sou apartidario mas tenho pouca visao a coisas k se notam mesmo,
LikeReply10 hrs
Paula Maria Raiova

Write a reply...
Miguel Barreira Simone Sendo verdade, e de lamentar esta triste 😞realidade do meu solo patrio.
Manuel Afonso Ojesse Ojesse Criança que não chora não mama .
Carlos Pereira Nini satar ja agora tem noticias do danish satar? Foi mesmo raptado? Desde junho...se n quiser responder tudo bem.
Devane Boss O jornalismo em Moz hahahahaha so isso
Marcelino Razulo Nini tem muita razao.
Muhove Tata Este senhor um homem de renome nas analises que fazia, mas desde que foi levado com senhor Guebuza para gerir este espaço virou cego e mudo
LikeReply22 hrs
Sorte Nhampa Muito obrigado pelas palavras ditas. Penso que o recado chegou e bem
LikeReply20 hrs
Fala Marques Ke sabe da tua carta eses senhordhakama para d matar vem logo na cidade
Fala Marques Nini satar escreve também pra senhor dhalakama parar d matar moçambicanos iguais por favor nini
Ahmade Nassone Sitoe E verdade mano jornal menti muittt.
Devane Boss Cofe Emanuel Vilanculos ja é famoso nas publicaçoes do Senhor Momade Assife Abdul Satar hehehe ja sei que é do Contra...
LikeReply19 hrs
Reggie Muac Nini Satar👇
Salvador Mandlate Pais do pandza!
Comments
Paula Maria Raiova
Write a comment...
Luis Romão Paz, Paz, Paz nós o povo moçambicano queremos e exigimos a PAZ a quem de direito. Uma criança quando chora e tem fome o Pai faz tudo para lhe fazer calar e pôr o pao em casa entao nos estamos a chorar de fome da paz. Amem
LikeReply11 hrs
Neusa Dausse Essa alice mabota dele é outra traiçoeira,muxanga ja disse q ela é lambe bota por isso q nas reunioes mais importantes mandam ela para comprar cerveja,ela n faz nada...
LikeReply10 hrs
Ivo Mendes acredito que podes fazer algo por nos que é legendar é inglês e postar nas várias plataformas d comunicação ai n europa talvez alguma organização d evestigacao internacional seja secibilizada
LikeReply312 hrs
LikeReply12 hrs
Anderson Fernandes Mpembe é o que os Ocidentais querem que nós façamos... Agora a minha pergunta é sera que nós Moçambicanos não conseguimos resolver os nossos problemas?? Ate quando vamos depender dos Europeus e dos E.U.A?
LikeReply3 hrs
Paula Maria Raiova

Write a reply...
Marizza Mwananova Nini satar disseste tudo.seja frelimo ou Renamo. A verdade é que ninguém faz nada . é um país doente onde todos calamos e consentimos. Parabéns a este sobrevivente pela coragem e a stv também. Só para ressaltar nossos políticos são uma vergonha mais vale voltarmos ao tempo de Samora ou colonialismo.
LikeReply9 hrs
Claudio Vembane Provavelmente tenham sido obrigados a sensurar aquela notícia, vejam que no dia seguinte, no jornal da manhã, onde habitualmente repetem tudo k dão no dia anterior, não transmitiram nada
LikeReply112 hrs
Lourenco Mascarnhas Jr. Transmitiram sim, depois das 7h.
LikeReply10 hrs
Paula Maria Raiova

Write a reply...
Ernesto Mahache Dizem que é a renamo mas pelos testemunho nao restam duvidas porq nesta guerra parece q a renamo esta nas matas e nao esta a usar nenhuma viatura
LikeReply110 hrs
Benedto Baloy Baloy Boa análise nini satar,afinal onde se encontra o TPI p julgar esses crimisos d FRELIMO,akela obra é de arquitectura frelimista cujo este não ta vela cm a segurança do povo,coube aos membros da frelimo dar nomes ao canal STV k difundiu a façanha, é lamentável afinal onde é k tamos? Num pais ou num bairro?
LikeReply110 hrs
Narcy Chauque Vem lagrimas aos olhos, realmente resta muito pouco do que se orgulhar de ser moçambicano, muito pouco!
LikeReply12 hrs
Nuzahia Cheche Cheche Quem sou eu pra perguntar: Ate quando com essa situacao? E os nossos filhos Como vao sobreviverem?
LikeReply12 hrs
Mamudo Ginabay Muito obrigado irmao! Realmente alguem tem q começar, e ja estás a fazer a tua parte, cabe a nós darmos continuidade. Mas acredite eles nao ficarão impunes para sempre...
LikeReply11 hrsEdited
Nelson Angelo Manhiça E mto doloroso ver um irmão matar outro irmão para depois dar a culpa a outros. ..
LikeReply9 hrs
Augusto Jesus Sobral Bastos Lamentável, seja Renamo seja Frelimo. País que tudo se fazia, agora um País dependente de tudo e mais alguma coisa, e ainda por cima, se matam em nome da democracia que dizem combater. Chega de mortes. Moçambicanos não se esqueçam que depois da independência, já morreram mais do que na guerra contra o domínio Português.
LikeReply10 hrs
Cid Munguambe Triste. .muito triste..é a triste realidade.Não os temos no lugar
LikeReply12 hrs
Cassimo Ismael A verdade sobre as inverdades,Moçambique é um país ds Bananas,um crime ediondo q cujos criminosos estão impunes.
LikeReply46 mins
Ahmade Nassone Sitoe Qerems paz
LikeReply11 hrs
Frans Nkosi BOM DIA COMPATRIOTAS. ......NÓS MOÇAMBICANOS NÃO TEMOS O ESPÍRITO DE REVENDICARAR OS NOSSOS DIREITOS. ......NÃO SEI SE É FALTA DE CORAGEM OU LAMBEBOTISMO MAS ALGUMA COISA NÃO ESTÁ BEM. ........ ADMIRO O ESPÍRITO DO POVO SUL AFRICANO QUANDO TRATA SE DE EXIGÊNCIAS DE SEUS DIREITOS. ......AS ÚLTIMAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS DEMOSTROU A POSIÇÃO E O PODER DO POVO NUM ESTADO. .......
LikeReply210 hrs
Félix Chongue Está de parabéns Satar. Pelo seu análise.
LikeReply9 hrs
Proudly Felix Mondlane O egoismo tomou conta dos Mocambicanos.
LikeReply11 hrs
Dengura Luiz Binda Da Silva ve la uki seus tios andam a fazer mas matas.
LikeReply3 hrs
Binda Da Silva Ei puto esse país da medo de viver
LikeReply13 hrs
Dengura Luiz Maningue. Todo cuidado e pouco. Se destraiu levou tiro
LikeReply3 hrs
Paula Maria Raiova

Write a reply...
Zainadiny Abdul Satar Ficou por isso mesmo nem água vai nem água vem...
LikeReply12 hrs
Nelo Vasco É muito triste porque na guerra quem sofre é o povo, Renamo tanto Frelimo são todos assassinos,mataram durante 16 anos e se nada for feito voltam a assassinar por mais 17 anos,uma chamada resolveu a questão Stv.
LikeReply4 hrs
Angandimasso Alface Luís Frelimos pioraram nas matanças
LikeReply9 hrs

Windows Live Messenger + Facebook