quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

NYUSI DEVIA DEMITIR ANTÓNIO E PATRÍCIO


Filipe Nyusi sem a Frelimo não é nada. Essas são as palavras mais injuriosas que alguma vez ouvi serem proferidas contra a pessoa de um Presidente da República. São palavras que não teriam a força que têm se não tivessem sido proferidas por alguém a quem se atribui a autoria do infame G 40: Gabriel Muthisse. Tendo sido proferidas por um ideólogo do G 40 - se fosse um qualquer ja teria sido preso ou baleado para investigacoes -, seria o mesmo que dizer que Filipe Nyusi não é nada sem o G 40. Desde que o governo de Armando Guebuza cessou funções, tendo sido substituído pelo governo de Nyusi, tendem alguns sectores a defender que o G 40 também deixou de existir. O que poucos se dão conta é que os elementos do G 40 foram premiados com altos cargos do Estado pelos serviços prestados enquanto propagandistas do regime, transitando da situação de simples propagandistas encapuçados de analistas políticos para a situação de poder político. Ou seja, dito de outro modo, são eles que nos governam, como se nao existissem em Mocambique pessoas mais honestas, mais integras e idoneas para nos governarem. Mesmo que o presidente Nyusi queira se desvincular dos serviços de propaganda do G 40, defendendo a liberdade de expressão e de imprensa bem como o pluralismo de expressão na comunicação social, o facto é que os elementos mais activos do G 40 durante o governo de Armando Guebuza fazem hoje parte do seu elenco governativo. Se bem que ficou provado que o G 40 não era nada mais nada menos que um expediente visando tomar de assalto o poder político, fazendo-se valer da manipulação e da intoxicação da opinião pública, qual máfia ceciliana, equivalerá isso a dizer que o governo de Nyusi é um governo de perigosos mafiosos, sobretudo em matérias de comunicação social. Sempre que o presidente Nyusi fala de liberdade de imprensa e de expressão, defendendo uma imprensa independente, livre, justa e plural, constato que se trata de um presidente que quer se livrar do G 40, mas as estratégias do G 40 estão ainda presentes na sua governação, sendo António Gaspar, um ilustre G 40, o seu conselheiro para política e comunicação social. Quando vi os ministros a se desdobrarem em diversas estações televisivas para analisarem o informe do Presidente sobre o Estado da Nação, numa clara tentativa de nos dizer que o seu governo não precisa do G 40 para promover a sua imagem, ainda que a emenda tenha saído pior que o soneto, reparei então que o presidente ainda não tem um conselheiro para a comunicação social que não tenha os mesmos métodos que inspiraram a instituição do G 40. O gministrismo é a unidade mais avançada do gquarentismo. Penso que o Presidente da República devia demitir o conselheiro para a área política e comunicação social, somente assim expressará a sua vontade de se distanciar do G 40 e todas as suas artimanhas. O problema é que, enquanto propagandistas encapuçados de analistas políticos, os homens de serviço do G 40 fizeram a campanha de Nyusi. Que o diga o vice-ministro da defesa, Patrício José, que enquanto propagandista do G 40 encapuçado de analista político, fez campanha de Nyusi e ate no lugar de analisar os resultados eleitorais ja era visto a pular de felicidade, afirmando que face a vitoria nada mais restava a Renamo senao se conformar. Querendo se livrar do G 40, o presidente Nyusi devia demitir, também, o vice-ministro da defesa. São mafiosos. O problema é que o G 40 é a Frelimo. E como dizia um dos ideólogos do G 40: Nyusi sem a Frelimo não é nada. O G 40 é um bando de mafiosos que já não fingem ser analistas políticos, mas infestam o governo de Nyusi, traduzindo-se num governo de mafiosos.




Comments

Rogerio Antonio Hehehehehehehe, muitos de faladores por encomenda, deveriam ver este Post.

Gosto · Responder · 2 · 19 h

Nkuyengany Produções Gah Fambah Gônah

Gosto · Responder · 1 · 17 h

Álvaro Xerinda Quando é assim nem comentam

Gosto · Responder · 3 · 17 h

Julio Lacitela Nao se batam a cabeca, nao esperem nada deste governo

Gosto · Responder · 2 · 14 h

Sergio Serpa Salvador Hehehehe, Armando Nenane, bom regresso,! " o gministrismo é a unidade mais avançada do gquarentismo" Ishi, rendi com essa.

Gosto · Responder · 2 · 11 h

Egidio Vaz kkkkk

Gosto · Responder · 1 · 11 h

Constantino Joao Eu não sei se é a máfia que se juntou a Frelimo ou, se é a Frelimo que se juntou a máfia. Nunca pensei que um partido que tanto estimei e militei viesse a se tornar o que é hoje...

Gosto · Responder · 5 · 9 h · Editado

Sergio Baloi Sergio nao vou comentar tenho medo de ???????? e do bairro de albazine na zona de chihango ,na frente do cafe onde dr cistac tomava cafe, ou no predio do banco austral, ou no parques de continuadores onde o cardozo foi???? na rua de inater na beira em fim tenho medo de?????

Gosto · Responder · 1 · 9 h

José Ganhane Eu gosto de ler teus textos, mas desculpa prezado Armando, mas o assunto g40 ainda te tira sono? Acho eu que alguns gostavam de pertencer a esta elite (elite?)... Se ainda existe g40, o sr #Nenane pertence a que G? Gdescontentes ou Gfrustrados? Parece que o seu interesse são pessoas e não uma causa, até parece inveja!


Jerry Revelador Fonseca Viste? Agora és invejoso.


Sergio Serpa Salvador Oh, Jose José Ganhane, o que devias fazer eh apoiar a luta nobre de Armando Nenane! Onde esta patente a inveja neste post? Nenane eh um heroi fora da cripta que combate uma instituicao criminosa!

Gosto · Responder · 1 · 3 h

Armando Nenane Ilustre Jose Ganhane, salvo devido respeito pelo seu direito a opiniao, permita-me informar-te que os proximos dias, semanas e meses serao de grande intensidade. Nao estas errado, o meu interesse sao pessoas, enquanto representarem instituicoes publicas. Quem nao quer representar instituicoes publicas, entao vai ficar na sua casa, que ninguem lhe incomodara. Como ve, ainda nao abordei a vida privada de ninguem, tenho apenas abordado a conduta dos individos enquanto gestores da coisa publica. Tenho a liberdade de decidir quando comeco a escrever sobre um determinado assunto assim como de quando termino. Os proximos dias serao improprios para cardiacos. Se nao aguenta sai...

Gosto · Responder · 3 · 3 h · Editado

José Ganhane Estamos juntos


Armando Nenane sempre juntos, bro. os gdescontentes e os gfrustrados sao os 23 milhoes de mocambicanos que estao desesperados com o aumento das balas perdidas no pais...o equivalente a terrorismo de Estado.

Euclides Da Flora Oremos!!!!


Filomeno Filipe Cosme Nenane, tem se dito que as verdades doem. Doa a quem doer, mas o pais precisa de homens corajosos como tu, para mudar algumas barbaridades que são feitas a luz do sol sem vergonha!

Gosto · Responder · 1 · 1 h

Jose Macamo Eu n ví nada......


Eusébio A. P. Gwembe Não nos diziam que «o G40 acabou»?

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook