quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Pais tinham relações sexuais à frente da menina

ESPANHA

Caso Nadia.

Uma peritagem das autoridades ao material informático dos pais de Nadia Nerea resultou na descoberta de imagens que comprovam que os pais tiveram relações sexuais na presença da menina.
O casal, Fernando Blanco e Marga Garau, foi detido por ter recebido quase um milhão de euros para alegadamente curar uma doença rara da filha que se provou ser falsa
Uma peritagem feita pelas autoridades ao material informático dos pais de Nadia Nerea, Fernando Blanco e Marga Garau, resultou na descoberta de imagens que comprovam que a menor de 11 anos presenciou o casal a ter relações sexuais na cama, segundo informações do despacho do tribunal concedidas, em exclusivo, ao jornal ABC. “Nas imagens é possível ver a menor a presenciar relações íntimas, de caráter sexual explícito”, referiu o juiz de instrução encarregado do caso.
O juiz salienta ainda que, ao fundo da cama, se consegue ver “uns pequenos pés que, pelo tamanho, poderiam corresponder aos da sua filha menor, Nadia”. Além destas fotos, foram ainda encontradas outras em que mostram a menina de 11 anos a posar para a câmara completamente nua. Com estas provas, o casal poderá vir a ser acusado dos crimes de exploração e provocação sexual.
É uma das últimas revelações da investigação do casal que foi detido por ter recebido quase um milhão de euros, quantia que, alegadamente, se destinava para curar uma doença rara da filha — posteriormente, foram acusados de burla por terem inventado a doença. Depois de terem sido expostos, os pais de Nadia perderam a custódia da criança, de 11 anos. Blanco está agora em prisão preventiva e a mãe em liberdade condicional. As autoridades estão também a investigar a veracidade da doença de Nadia.

Pai tentou fugir para França com imagens pornográficas de Nadia

No dia em que a polícia o deteve, o pai de Nadia Nerea ainda tentou escapar para França com fotografias pornográficas da filha, escondidas dentro do carro. Segundo fontes da investigação ao El Español, a pen drive que continha imagens comprometedoras da menor foi encontrada dentro do carro que Fernando Blanco usou quando tentava escapar às autoridades, no passado dia 8 de dezembro, data da sua detenção. No carro foi encontrada ainda uma arma de fogo, 1.145 euros, um relógio da marca Tag Heur avaliado em vários milhares de euros, diversos telefones e cinco cartões telefónicos diferentes.
Escutas telefónicas revelam que Blanco, que estava em fuga desde 6 de dezembro, deu conselhos à sua mulher, Marga Garau, para que pudesse falar ao telefone sem ser detetado pelas autoridades e falou-lhe ainda de algumas estradas alternativas para evitar o controlo policial. Apesar disso, o pai da menina acabou por ser detido num parque de estacionamento a poucos quilómetros da sua casa.
No entanto, Fernando Blanco admitiu em tribunal que a sua intenção nunca foi fugir do país, argumentos que são contrariados pelo juiz, que diz que claramente estava a ser planeada uma fuga, e justificados pelas chamadas telefónicas com a sua mulher e pelos itinerários alternativos escolhidos. Por essa mesma razão, o juiz autorizou as autoridades a fazerem uma peritagem a todo o material informático na posse dos pais de Nadia, com o objetivo de verificar se algum documento ou foto foram apagados e se podem vir a ser recuperados pelos serviços informáticos forenses, dá conta o El Español.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook